2 eventos ao vivo

Quais fatores podem estar atrapalhando a sua apresentação?

Existe uma série de fatores que podem atrapalhar bastante uma apresentação em público. Saiba quais são e como evitar.

30 out 2019
08h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Speaker! Tudo bem por aí?

Quase sempre, passamos MUITO tempo pensando no que devemos fazer em uma apresentação em público, sem dar a devida atenção àquilo que não devemos fazer.

Existe uma série de fatores que podem atrapalhar bastante uma apresentação em público, um discurso ou quaisquer outros tipos de situações de exposição de fala. Dessa forma, saber quais são esses fatores e como fugir deles é algo que todo speaker precisa fazer.

Se um ou mais desses fatores negativos estiverem presentes em sua fala, o público dará sinais: as checadas no celular aumentam, a conversa paralela pode surgir e – o que é o pesadelo de um comunicador – alguém pode até dar uma cochilada enquanto você fala.

Mas, não se preocupe! Neste artigo, poderá saber o que pode atrapalhar a sua apresentação para evitar cometer esses erros daqui para frente. Vamos lá?

Foto: Shutterstock

- Os olhos fixos nos slides

O contato visual entre comunicador e público faz toda a diferença em uma apresentação. Por isso mesmo, o uso dos slides vem sendo ressignificado e até mesmo questionado por alguns especialistas.

Se você decidir usar os slides, faça isso da forma correta, sem transformar essa ferramenta numa espécie de “bengala” na qual você apoia toda a sua apresentação. Ao contrário, opte por slides com textos curtos ou com imagens.

Evite textos densos e tudo aquilo que o faça permanecer com os olhos fixos na tela – e não no público. Da mesma forma, evitar ler longos textos de apoio é um cuidado muito importante, ok?

- Uma fala densa, sem progressão lógica e sem emoção

Não adianta escolher um número enorme de informações para uma apresentação. Se o conteúdo for excessivamente longo e denso, as pessoas não prestarão atenção em você. Por isso mesmo, selecione aqueles dados que considerar mais importantes e trate de apresentá-los de um jeito interessante.

Organizar o seu pensamento e a sua fala, tratando de respeitar uma progressão lógica, deve ser uma habilidade que você precisa desenvolver e aprimorar. Ao mesmo tempo, dar emoção à sua fala impulsionará a relação com o público e, consequentemente, os resultados que você irá obter.

- Falar muito sobre si mesmo/mesma

Ninguém tem paciência para ouvir uma pessoa que foca o tempo todo em si mesma, certo? A menos que contar a sua história de vida seja o propósito central da sua fala, evite falar somente sobre você.

Compartilhar certas experiências pessoais pode ser muito útil, mas não restrinja sua fala apenas a isso. Enriquecer a sua apresentação com outras histórias, notícias, dados é o que a fará mais valiosa para o seu público.

Ler o seu currículo e a sua longa lista de competências apenas distanciará o seu público de você. Quando se trata sobre falar de si mesmo, vale a regra do “mostre, não conte”. Não se esqueça!

- A sua expressão oral está comprometida

Uma linguagem não-verbal ruim pode atrapalhar bastante a sua performance no palco. Como comunicador, você deve saber utilizar a sua voz, realizando mudanças de tons e encontrando ritmo e volume de fala confortáveis para você e para o seu público.

Além disso, manter uma postura ereta e gesticular com equilíbrio (nem muito, nem pouco) são outras competências que devem estar presentes em um comunicador. Por fim, a harmonia entre o conteúdo da sua fala e suas expressões faciais é outro fator importante da dinâmica não-falada. Fuja da máscara da neutralidade e não tenha medo de transmitir sentimentos através das suas expressões!

- Falta de interação com o público

A falta de interação com o público é outro fator negativo que merece estar na nossa lista. A comunicação é uma troca e, por isso mesmo, a apresentação em público não é um monólogo, mas, sim, um diálogo entre o speaker e seu público.

Por mais que você, comunicador, esteja em maior evidência e tenha maior tempo de fala, a interação com as pessoas precisa existir. E engana-se quem pensa que ela – a interação – deve ser complexa. Não deve! Um simples quiz de perguntas e respostas (no qual levantar a mão é o “sim”) já impulsiona uma apresentação. Outra opção interessante é abrir um momento para discussão.

 

Um treinamento em oratória é o caminho mais eficiente para se livrar desses e de outros fatores que prejudicam as suas apresentações. Pense nisso!  

 

 

Fonte:

https://www.thespeaker.com.br/reacao-publico-apresentacoes/

The Speaker
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade