2 eventos ao vivo

Os erros mais comuns dos gestores na hora do feedback

Hoje, vou deixar de lado o que se DEVE fazer em feedbacks e focar nos principais erros que os gestores cometem.

4 nov 2019
07h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Speaker! Tudo bem?

Quando falamos em oratória, as pessoas rapidamente imaginam apresentações em público, discursos ou outras situações similares, não é verdade?

No entanto, a oratória – como a capacidade de se expressar bem – não está presente somente nesses momentos nos quais há um público amplo nos escutando. Ao contrário, a capacidade de falar bem é um diferencial em muitas outras situações cotidianas, especialmente no ambiente profissional e para aqueles que desempenham algum cargo de gestão.

Nesse sentido, os feedbacks entre líderes e liderados é um bom exemplo. Para dar um bom feedback – sem cometer erros que prejudicam bastante a relação profissional –, é de suma importância uma boa comunicação interpessoal ou, em outras palavras, ter desenvolvidas as habilidades de oratória.

Já falamos sobre como dar feedbacks eficientes aqui no blog. Hoje, vou deixar de lado o que se DEVE fazer em feedbacks e focar nos principais erros que os gestores cometem na hora de dar um feedback para seus liderados. Vamos lá?

Foto: Shutterstock

Fazer comparações entre um profissional e outro

Responda com sinceridade: você gosta de ser comparado com outros profissionais? Provavelmente não e ainda menos se essa comparação tem como propósito exaltar as qualidades dos outros e destacar as suas próprias falhas, não é mesmo?

Pois bem, lembre-se disso na hora de dar um feedback. Evite comparações entre o profissional com quem dialoga e outros. Afinal, argumentos desse tipo não contribuem em nada para o progresso do seu liderado e, ao contrário, pode prejudicar ainda mais o seu rendimento e comprometimento com a empresa.

Rotular o profissional

Especialmente em feedbacks negativos, pode acontecer de, num momento impulsivo, você, gestor, rotular o profissional de alguma maneira negativa. Procure evitar esse tipo de coisa, já que rótulos são pejorativos e ruins. Ao rotular negativamente o profissional, você está assumindo que o seu desempenho ruim é algo definitivo e que, por isso mesmo, ele não pode evoluir, progredir ou aprender. Pense nisso!  

Dar o feedback junto a outros colaboradores ou lideres

Feedbacks devem ser feitos de forma individual, especialmente se negativos. Além de fortalecer o diálogo entre líder e liderado, a conversa individual evita expor o profissional ou colocá-lo em uma situação constrangedora, principalmente se os seus resultados foram aquém do esperado.

Transformar o feedback em um monólogo

Como eu disse no começo deste artigo, os feedbacks são momentos importantes para fortalecer o diálogo entre líder e seus liderados. Mas, para que isso aconteça, o feedback deve ser esse tal diálogo – e não um monólogo no qual apenas o próprio gestor fala e o outro o escuta. Um diálogo, ao contrário, faz com que esse tempo de conversa seja muito melhor aproveitado, além de criar uma aproximação entre líder e liderado, que pode impactar positivamente nos resultados desses profissionais.

- Focar-se exclusivamente no passado

O que é, por definição, um feedback? É um retorno que o liderado recebe do seu líder, com impressões e dados sobre seu rendimento em um projeto ou em um determinado período de tempo. Ou seja: o feedback se baseia em ações passadas, certo? Sim, porém é um erro manter o foco apenas no que já passou: é importante também pensar a curto e a médio prazo. Nesse sentido, estabelecer novas metas junto aos seus liderados é essencial para impulsionar o resultado que se espera deles.

- Basear o seu feedback em suposições ou opiniões de terceiros

Em toda empresa, há uma rede hierárquica e isso faz com que as informações passem por muitas pessoas antes de chegarem aos líderes. Ainda assim, antes de dar um feedback, procure checar as informações que chegam até você, observe dados concretos e não se limite em apenas repetir opiniões de terceiros. Esse é um cuidado importante e uma forma eficiente de fortalecer a sua relação com seus liderados, ok?

- Dar feedbacks muito vagos ou generalizados

O feedback é um momento entre o gestor e seu liderado. Por isso mesmo, repetir as mesmas frases para todos os profissionais que trabalham com você não é a melhor opção. Ao contrário, procure ser específico em suas ponderações, oferecendo, aos seus liderados, um feedback que seja mesmo construtivo, com falas e sugestões que possam ser úteis ao seu crescimento.

 

Dúvidas? Fale com a gente!

 

Fonte:

https://www.thespeaker.com.br/curso-oratoria-sp/

The Speaker
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade