3 eventos ao vivo

Não entendem você? Saiba como estruturar melhor as ideias

A sensação de que as outras pessoas não entendem o que dizemos é altamente frustrante, não é? Veja como vencer essa barreira tão comum.

3 jun 2019
09h00
  • separator
  • comentários

Speaker! Tudo bem?

A sensação de que as outras pessoas não entendem o que dizemos é altamente frustrante, não é?

Quando os outros têm dificuldades em compreender o que falamos ou se entendem o que acabamos de dizer de uma forma equivocada, as consequências podem ser bem ruins, especialmente em alguns tipos de situações de exposição de fala, como entrevistas de emprego ou negociações, por exemplo.

O primeiro passo para se comunicar melhor, garantindo que sua mensagem chegue ao seu ouvinte da forma como você gostaria, é passar a estruturar melhor suas ideias e seu raciocínio. Para fazer isso, existem algumas estratégias que, se colocadas em prática, mudam a relação que temos com o mundo.

Neste artigo, separei algumas dessas estratégias para que você possa aplicá-las no seu dia a dia. Siga a leitura e confira!

Conheça e use o Mapa Mental!

O Mapa Mental é uma técnica que vem sendo muito utilizada, tanto na linguagem falada quanto na escrita. Em situações de exposição de fala, especialmente em apresentações em público, recorrer a essa técnica pode ser um grande diferencial.

O primeiro passo para construir um mapa mental é ter bem claro qual será o tema central abordado durante a sua apresentação. Vale lembrar que essa apresentação pode ser as “clássicas”, quando o comunicador sobe ao palco para falar com o público, ou outros tipos de exposições orais, como reuniões de trabalho ou negociações.

Quando o tema central já estiver definido, é hora de desmembrar esse assunto principal em palavras-chaves, que podem ser facilmente memorizadas. Cada palavra-chave poderá ser um tópico abordado durante a sua fala, o que ajuda na hora de criar uma progressão lógica entre um subtema e outro. Uma boa técnica para lembrar das palavras-chave é atribuir uma imagem mental a cada uma delas. 

Com as palavras-chaves definidas, vamos estabelecer relações entre os temas, como uma árvore genealógica, por assim dizer. Nesse passo, você verifica se a sua fala tem sentido e se algum dado ou tópico foi repetido inconscientemente.  

O último passo é praticar a sua fala – já definida e estruturada através do Mapa Mental – até estar familiarizado (e satisfeito) com o que será dito na apresentação.

Seja conciso!

Quando temos a oportunidade de nos apresentarmos em público ou de dirigir uma reunião, queremos aproveitar esse momento ao máximo, não é verdade? No entanto, isso não significa exceder no número de informações e no conteúdo que iremos apresentar.

Ao contrário, aproveitar uma exposição oral ao máximo é selecionar o que realmente é válido para a nossa fala, garantindo que tudo o que incluirmos na exposição oral tenha uma função e ajude a criar um impacto positivo na audiência.

Ser conciso é muito importante para uma apresentação eficiente e, ao mesmo tempo, é uma estratégia para estruturar ideias. Se o volume de informações é MUITO alto, fica mais difícil criar uma sequência lógica, aumentando os riscos de que nosso pensamento e fala não estejam ordenados o suficiente.

Na dúvida, opte pelo simples e garanta que os demais realmente entendam o que você diz!

Foto: Shutterstock

Considere usar metáforas na sua fala!

Quando o tema do qual estamos falando é muito complexo, com um grande número de informações, uma forma de organizar as ideias e também de facilitar o entendimento do público é utilizar metáforas.

Recorrer às metáforas é uma estratégia eficaz, já que se utiliza uma comparação com algo mais simples e palpável para abordar outro tema, mais complicado ou distante da realidade das pessoas.

Recorrer a um tema mais simples é uma forma de não fugir do assunto, estruturando ideias e informações sem correr o risco de se confundir e prejudicar a compreensão do que estamos dizendo.

De forma similar, contar uma história (própria ou de alguém) é uma escolha inteligente. Afinal, além de auxiliar na ordenação do raciocínio, é um jeito interessante de reter a atenção das pessoas e dar emotividade à própria fala.  

Conheça a The Speaker!

Estruturar ideias e raciocínio é uma habilidade que, depois de desenvolvida, passará a ser aplicada de forma natural e em todos os tipos de situações de exposição de fala.

Se você precisar investir na sua capacidade de expressar ideias e argumentos, considere fazer um curso de oratória e receba orientações para se comunicar melhor com aqueles que estão ao seu redor.

Para saber qual curso se encaixa melhor às suas necessidades, fale com a nossa equipe!

Fonte:

www.thespeaker.com.br  

The Speaker
  • separator
  • comentários
publicidade