0

Como definir a melhor estratégia de acordo com seu objetivo

Cada profissional também precisa se organizar, otimizando as etapas para alcançar as metas que deseja. Veja como.

22 jul 2019
08h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Olá, Speaker!

Se fizermos uma rápida busca na web por “plano estratégico”, aparecerá uma série de artigos e vídeos sobre o assunto, mas sempre com o foco em planejamentos empresariais, ou seja, direcionados para empresas e organizações.

Será que, individualmente, não é necessário elaborar estratégias para atingirmos nossos objetivos? Sim! Cada profissional também precisa se organizar, otimizando as etapas para alcançar as metas que deseja.

Afinal, como definir a melhor estratégia de acordo com meus objetivos? Quais são as habilidades indispensáveis para eu me tornar um profissional completo e destacado no mercado? Esse é o assunto da nossa conversa de hoje! Tenha uma boa leitura!

Foto: Shutterstock

Estratégia e objetivos: por que precisam estar relacionados entre si?

Um plano estratégico, para ter alto grau de eficácia, precisa estar relacionado a um objetivo ou a um conjunto de objetivos claros, afinal, só assim é possível definir quais serão os melhores passos para chegar até onde se propõe.

Para entender melhor, imaginemos uma corrida entre duas pessoas. Uma delas sabe qual será o recorrido, se tem obstáculos ou não, se há trechos mais inclinados e quantos quilômetros são ao total. O outro competidor, por sua vez, não tem a menor ideia de como será o trajeto. Quem terá mais chances de sair vencedor? O primeiro, não é?

Na nossa trajetória profissional, o raciocínio é bastante similar: se soubermos, ainda que a curto ou a médio prazo, o que queremos realizar, teremos mais possibilidades de criar estratégias para lograr esses objetivos.

Por isso mesmo, o plano estratégico está diretamente relacionado aos objetivos que temos porque, dessa maneira, tal plano poderá ser mais específico e assertivo.

Como criar um plano estratégico segundo meus objetivos?

- Trace metas a curto prazo

Bem, o primeiro passo, como vimos até aqui, é definir quais são nossos objetivos. Uma técnica que auxilia bastante é definir metas a curto prazo. Se você tem um objetivo a longo prazo, comece subdividindo-o em metas menores e mais palpáveis. Assim, será muito mais fácil manter-se fiel ao seu planejamento e mensurar se você está atingindo o que esperava ou se é necessário ajustar hábitos e ações.

- Identifique seus pontos fortes e fracos

Assim como ter claro quais são seus objetivos, o autoconhecimento é indispensável em qualquer plano estratégico. Identificar quais são os pontos fortes e fracos é uma maneira de aprimorar o que ainda precisa ser lapidado e, ao mesmo tempo, se dedicar àquilo que resulta mais fácil, devido às habilidades que possuímos.

Nas entrevistas de emprego, grande parte das perguntas se refere ao autoconhecimento do candidato. Reveja seus últimos resultados, busque por padrões que se repetiram e, a partir dos seus erros e acertos, elabore metas a curto prazo para ir se aprimorando cada vez mais.

- Monitore resultados

No tópico anterior, falamos sobre a importância de rever a própria trajetória, com a intenção de identificar padrões. Monitorar resultados é uma mostra de inteligência e organização, já que traz as ferramentas necessárias para otimizar o processo de autoaperfeiçoamento.

No seu plano estratégico, inclua o hábito de monitorar pequenos e grandes resultados e você verá a diferença!

Quais são as habilidades mais requisitadas no mercado atual?

Entender como funciona o mercado contemporâneo, estando por dentro de quais são as habilidades mais requisitadas, é de suma importância para traçar um plano estratégico de crescimento individual e, a partir dele, alcançar objetivos.

Entre essas habilidades, algumas aparecem de forma recorrente na mídia especializada em carreira e empreendedorismo:

- Saber se expressar de forma clara e interessante

- Ser proativo

- Ter empatia

- Saber ser persuasivo

- Ter raciocínio analítico

Dessas cinco habilidades, duas se relacionam entre si e diretamente à comunicação: saber expressar ideias e argumentos de forma clara e concisa, e ser persuasivo. Chamadas de soft skills, essas habilidades têm um peso enorme. Tanto é assim que muitos profissionais com excelentes currículos acabam ficando para trás por não serem comunicativos ou persuasivos.

 

Agora que você já sabe algumas técnicas importantes para criar um plano estratégico de acordo com seus objetivos e, além disso, está ciente de que a boa comunicação é uma das habilidades mais buscadas no mercado, considere fazer um treinamento em oratória! Essa pode ser uma das suas metas a curto prazo para atingir objetivos mais audaciosos no futuro!

 

Fonte:

https://www.thespeaker.com.br/apresentacoes-tecnicas-planejar/

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
The Speaker
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade