3 eventos ao vivo

Blended learning: a comunicação em um mundo tecnológico

Entenda mais sobre o termo blended learning e, ainda, conheça o rol da comunicação em meio a tantas transformações!

2 out 2019
08h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Olá, Speaker! Tudo bem?

Você provavelmente já ouviu o termo blended learning ou b-learning, certo? Mesmo que não seja um conceito novo, ele tem ganhado cada vez mais destaque, principalmente devido às mudanças que as tecnologias trouxeram para a forma de produzir e compartilhar conhecimento – seja no ambiente corporativo ou educacional.

Quando se fala em blended learning, há duas formas de interpretação. A primeira, mais simplista, é a que considera como a mescla entre ensino à distância e presencial. A segunda, por sua vez, é mais abrangente e coerente, significando a mescla entre offline e online nos processos de aprendizagem.

Mas e a comunicação? Bem, a comunicação tem um papel muito importante no blended learning, afinal, é o que garante o equilíbrio entre o que é presencial e o que é à distância, o que é o uso das tecnologias e a interação social. Em outras palavras, frente a um mundo cada vez mais tecnológico, a comunicação interpessoal tem sido uma preocupação cada vez maior – e um requisito para todo e qualquer profissional.

Neste artigo, você pode se familiarizar com o termo blended learning e, ainda, conhecer o rol da comunicação em meio a tantas transformações. Confira!

Foto: Shutterstock

O que é blended learning?

É, em suma, uma modalidade de ensino que combina metodologias ativas e uma cultura de inovação. Nesse sistema, atividades práticas ganham um papel cada vez maior e o uso de tecnologias deixa de ser malvisto e passa a ser central para transmitir e criar conhecimento.

No blended learning, as experiências práticas têm uma importância fundamental e, mais que isso, se considera que as habilidades do futuro não são as mesmas que as de tempos atrás, o que leva, portanto, à necessidade de alterar a forma como ensinamos, aprendemos e trabalhamos.

Para que tudo isso aconteça, há uma combinação entre elementos offline (presencial) e online (tecnológico). O papel do professor – como quem tem todo o conhecimento e o transmite de forma unilateral – vem sendo alterado e, no blended learning, ele atua como um mentor, um facilitador do aprendizado.

Para resumir: no blended learning, a tecnologia é uma ferramenta de aprendizado, especialmente se mesclada a outros tipos de interação, como a interpessoal.

Comunicação e soft skills: as habilidades do futuro!

Pode parecer contraditório que, em um universo no qual a tecnologia vem assumindo um protagonismo tão grande, a comunicação interpessoal passe a ser um requisito para os profissionais, não é? Bem, não há nada de contraditório nisso.

A interação entre pessoas e tecnologias é muito mais simples, quase intuitiva. À medida que a presença dessas tecnologias se torna maior, mais difícil é dar conta de outros tipos de interações, muito mais complexas. Por isso mesmo, a necessidade de saber se comunicar com os outros é uma das soft skills, ou, em outras palavras, das habilidades do futuro.

Tudo isso caminha para o seguinte cenário: aquele no qual a inteligência tecnológica precisa andar lado a lado com a inteligência emocional, incluindo a habilidade de ouvir os outros, de sentir empatia, de conseguir expressar ideias e sentimentos, controlar reações e gerenciar crises, por exemplo.

No b-learning, a interação social não é deixada de lado, pelo contrário. Essa forma de ensino e aprendizagem tem um dinamismo muito maior, que valoriza as interações entre alunos e professores, entre líderes e liderados, colocando todos num patamar similar, no qual a produção de conhecimento é sempre compartilhada.

Prepare-se para o futuro: invista em comunicação!

As soft skills já têm, hoje, um peso igual ou maior do que as hard skills (habilidades técnicas ligadas a um saber específico, como uma especialização, um diploma universitário, um MBA...).

Por isso mesmo, para não estar aquém das exigências contemporâneas e atuais, é indispensável aprimorar a forma como nos comunicamos com as pessoas ao nosso redor, tanto virtualmente quanto pessoalmente.

Para saber mais sobre treinamentos em oratória, entre em contato com a gente! Lembre-se: comunicar-se bem é ter um enorme poder nas mãos e as empresas já entenderam isso!

 

Fonte:

https://www.thespeaker.com.br/comunicacao-benchmarketing/

The Speaker
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade