PUBLICIDADE

Núcleo da inflação do Japão desacelera em março, iene fraco complica ação do BC

19 abr 2024 - 07h34
Compartilhar
Exibir comentários

O núcleo da inflação do Japão desacelerou em março e um índice que mede as tendências de preços foi abaixo de 3% pela primeira vez em mais de um ano, mostraram dados nesta sexta-feira, com analistas dizendo que a fraqueza do iene pode complicar as deliberações de política monetária do banco central.

O núcleo do índice nacional de preços ao consumidor, que exclui itens de alimentos frescos mas inclui energia, aumentou 2,6% em março em relação ao ano anterior, em linha com as previsões do mercado.

O dado desacelerou em relação ao aumento de 2,8% registrado em fevereiro devido a um enfraquecimento nos aumentos dos preços dos alimentos, mas permaneceu confortavelmente acima da meta de 2% do banco central.

Enquanto isso, um indicador de aumentos de preços que exclui alimentos frescos e custos de energia e é observado de perto pelo Banco do Japão moderou para 2,9%, depois de aumentar 3,2% em fevereiro. Foi a primeira vez desde novembro de 2022 que o índice caiu abaixo de 3%.

"Está dentro das expectativas do Banco do Japão de que a taxa de aumento dos preços de bens diminuirá", disse Masato Koike, economista do Sompo Institute Plus. "Em vez disso, o que é inesperado é a depreciação do iene ou o aumento dos preços do petróleo bruto" devido às tensões no Oriente Médio.

Os mercados estão buscando pistas sobre quando o banco central voltará a aumentar os juros depois que acabou com as taxas negativas no mês passado, em uma mudança marcante em relação à sua política monetária superfrouxa de uma década.

O Banco do Japão deve manter a taxa de juros de curto prazo em sua próxima reunião de política monetária, em 26 de abril, na qual também divulgará novas projeções para inflação e PIB.

O presidente do Banco do Japão, Kazuo Ueda, disse a repórteres na quinta-feira que o banco central poderá aumentar novamente os juros se as quedas do iene elevarem significativamente a inflação.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade