PUBLICIDADE

Marketplaces estão mudando a cara do e-commerce no Brasil

Sistemas de pagamento, programas de fidelidade e logística ágil são vantagens

31 ago 2022 - 03h00
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Adobe Stock

Um levantamento recente da CupomValido mostra que o Brasil lidera o ranking de crescimento das vendas online no mundo. De acordo com a pesquisa, o mercado brasileiro deve aumentar 22,2% neste ano e estima-se um incremento das compras online de 20,73% a cada doze meses entre 2022 e 2025. A expectativa é quase duas vezes maior que a média mundial, que é de 11,35%. 

Não é a primeira vez que o Brasil aparece em posição de destaque. O relatório E-commerce Latam, publicado pela empresa de pagamento PayU, apontou que o Brasil tem o maior e mais desenvolvido comércio eletrônico da América Latina.

“O e-commerce caiu no gosto do brasileiro e as vendas online aumentaram muito durante a pandemia. Colabora para isso o fato de termos um grande consumo de smartphones no país - com mais de um aparelho por habitante, o que facilita o acesso à internet-, tecnologias de pagamento bem desenvolvidas, investimentos em logística de última milha e um cenário bastante favorável para o desenvolvimento de marketplaces”, diz Raphael Mello, CEO da LTM, no segmento de fidelidade B2B2C, com marketplace omnichannel de recompensas.

O aumento das vendas online no País

As vendas online registraram R$ 161 bilhões de faturamento em 2021, um crescimento de 26,9% comparado ao ano anterior. O número de pedidos aumentou em 16,9% com 353 milhões de entregas, conforme levantamento da Neotrust, e o ticket médio atingiu R$ 455,00 por compra.

As expectativas para 2022 continuam promissoras, mesmo com a inflação e a evolução do PIB. A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) projeta crescimento de 12% para o e-commerce brasileiro em 2022.

Para Mello, o setor de marketplaces contribui muito para o sucesso do e-commerce no Brasil, já que responde por quase 80% de participação do comércio eletrônico B2C (Business-to-Consumer), segundo o Ebit|Nielsen.

“A frequência alta de visitantes, o alto volume de busca por diversos produtos, a estrutura tecnológica, facilidade de pagamento digital e programas de fidelidade são alguns dos diferenciais que tornam o marketplace atraente para vendedores de diferentes portes, democratizando a venda online no país”, lembra Mello. 

(*) HOMEWORK inspira transformação, com inteligência digital e capricho artesanal. Nosso jornalismo impacta milhares de leitores todos os dias. E nossas soluções de conteúdo sob medida atendem grandes empresas de todos os tamanhos. Saiba mais sobre nossos projetos e entre em contato.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade