0

BC prevê aumento da dívida bruta em 2018, mesmo com repasses do BNDES ao Tesouro

28 dez 2017
12h11
atualizado às 12h47
  • separator
  • 0
  • comentários

O Banco Central projetou nesta quinta-feira que a dívida bruta brasileira chegará a 78 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2018, ante uma taxa estimada de 76,1 por cento em 2017, considerando em ambos os casos o pagamento antecipado de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ao Tesouro Nacional.

Sede do Banco Central em Brasília 
16/05/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino
Sede do Banco Central em Brasília 16/05/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

Em 2017, o BNDES pagou 50 bilhões de reais ao Tesouro. Para 2018, o governo pediu outros 130 bilhões de reais, mas o banco de fomento ainda não se comprometeu integralmente com a investida, tendo pontuado que o movimento poderá ameaçar sua missão institucional pelo tamanho do montante solicitado.

Na eventualidade de o BNDES não realizar o repasse aos cofres públicos, a dívida bruta terminaria 2018 a 79,8 por cento do PIB, de acordo com projeção divulgada pelo BC.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade