0

Abate de bovinos no Brasil sobe 3,6% no 3º tri, com exportação, diz IBGE

13 nov 2018
19h16
atualizado às 19h44
  • separator
  • 0
  • comentários

O abate de bovinos no Brasil totalizou 8,28 milhões de cabeças no terceiro trimestre deste ano, uma alta de 3,6 por cento ante igual período de 2017, impulsionado principalemente por um aumento nas exportações, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira.

Trabalhador carrega pedaços de carne em açougue em São Paulo
27/06/2017
REUTERS/Nacho Doce
Trabalhador carrega pedaços de carne em açougue em São Paulo 27/06/2017 REUTERS/Nacho Doce
Foto: Reuters

"Vemos que os preços competitivos no mercado externo impulsionaram o abate de bovinos, quando comparamos com o terceiro trimestre do ano passado", disse Bernardo Viscardi, gerente de pesquisa do IBGE, em comunicado.

O volume também representa um aumento de 7,2 por cento na comparação com o segundo trimestre de 2018, em uma recuperação, segundo o instituto, dos efeitos da greve dos caminhoneiros, que "trouxe complicações à logística da cadeia de abate e exportações."

Já o abate de frangos chegou a 1,42 bilhão de animais durante o último trimestre, um crescimento de 3,4 por cento contra o segundo trimestre, porém um recuo de 4 por cento na comparação anual, disse o IBGE.

O Brasil é o maior exportador mundial de carne bovina e de frango.

O volume de suínos abatidos também subiu para 11,52 milhões de cabeças, alta de 4,4 por cento ante o terceiro trimestre do ano passado e 6,5 por cento contra o trimestre anterior.

"A carne suína também vem tendo aumento considerável nas exportações, porém o volume exportado foi menor que no mesmo trimestre de 2017", acrescentou Viscardi.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade