1 evento ao vivo

‘A Zona’ abusa de ficção de mistério com toques de terror

Nova série da HBO que estreia nesta segunda, dia 27, mostra consequências de uma explosão nuclear com muito mistério e mistura com terror

27 jan 2020
09h00
  • separator
  • 0
  • comentários

“Hospedada” na mesma “casa” e embebida de contexto similar ao de Chernobyl - minissérie premiadíssima que retratou o mais grave acidente nuclear da história -, a série espanhola A Zona estreia nesta segunda-feira, dia 27, na HBO. Criada pelos irmãos Alberto e Jorge Sánchez-Cabezudo, a obra reconta os eventos e as consequências de uma explosão nuclear na Espanha. Parece lembrar muito a obra de Craig Mazin. Mas as comparações terminam aqui.

Inspetor Héctor, único sobrevivente da explosão nuclear investiga assassinatos misteriosos
Inspetor Héctor, único sobrevivente da explosão nuclear investiga assassinatos misteriosos
Foto: HBO/ Divulgação

Para começar, A Zona é uma série não documental que abusa bastante da ficção de mistério, muitos deles logo apresentados já no primeiro episódio, com toques de terror. A narrativa começa no aniversário de um ano do desastre. Uma zona de exclusão é estabelecida, na tentativa de conter o risco de propagação da radiação, e os sobreviventes são alojados em uma cidade a 50 km da usina. Após uma cena de perseguição, um homem é encontrado morto. Primeiro enigma.

O corpo jaz pendurado de ponta cabeça, sendo devorado por lobos, no que parece ser um armazém abandonado. Uma investigação é então iniciada pelo inspetor Héctor, personagem de Eduard Fernández, o único sobrevivente da explosão nuclear a ter contato direto com a radiação durante os resgates, sem nenhuma consequência aparente para a sua saúde. Segundo mistério.

Ao longo das investigações, mais detalhes do assassinato aumentam o mistério em torno da morte. No exame do corpo de delito, marcas de mordidas humanas no corpo são descobertas. Mais averiguações comprovam também que a vítima era uma pessoa comum, que ao tentar se recuperar economicamente da tragédia, acaba aceitando participar de um esquema de escambo de produtos, sem inimigo aparente algum. Mais uma charada. 

Como se não fosse o bastante, já próximo do fim do primeiro episódio, acontecem mais dois assassinatos com o mesmo modus operandi. Apesar de identidade desconhecida, o assassino, dessa vez, aparece para o espectador. Mas quem é ele afinal?

Pé na realidade

Com menor destaque, A Zona também mostra o dia a dia de um esquema de contenção de uma contaminação radioativa. Funcionários da saúde ajudam a contar essa história e criam uma ligação com a realidade, uma aproximação que pode deixar uma obra ficcional de terror ainda mais assustadora.

A história conta também com resistentes, que se negam a acreditar que o alarde sobre a radiação seja preocupante, e também com a comunidade carente, que luta pelo direito de assistência do governo. 

A série espanhola A Zona estreia exclusivamente na HBO e na HBO GO nesta segunda-feira, dia 27, às 22h, com episódio duplo e oito no total. E se souber balancear suas lacunas, mantendo a ligação com a realidade, mesmo com as suas escapadelas para o absurdo, promete ser um bom programa para acompanhar.

Veja também:

I Still Believe Trailer (2) Original
Fonte: Equipe portal
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade