2 eventos ao vivo

Rodrigo Rodrigues divertia como repórter de bastidores da TV

Jornalista vitimado pela covid-19 colocava bom humor nas matérias sobre o que acontece atrás das câmeras

28 jul 2020
14h39
atualizado às 14h42
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Rodrigo Rodrigues começava a gravar com Jô Soares para o Vitrine, da TV Cultura, quando o celular do jornalista tocou. Irreverente, ele atendeu. Era o diretor do programa. Jô pegou o aparelho, conversou com o intrometido e ainda exigiu que aquele trecho de interrupção fizesse parte da edição final da entrevista.

Rodrigo Rodrigues fazia jornalismo com leveza e comicidade
Rodrigo Rodrigues fazia jornalismo com leveza e comicidade
Foto: Instagram / Reprodução

Esse momento descontraído ilustra bem a carreira de Rodrigo Rodrigues na televisão. O jornalista, morto aos 45 anos por complicações decorrentes da covid-19, sempre inseria vivacidade no seu trabalho.

O carioca de sorriso fácil e ágil no improviso fez parte de algumas atrações especializadas em bastidores da mídia. A primeira vez que se destacou foi no comando de boletins do Rock in Rio III, em 2001, no canal de TV interno do festival.

Logo depois recebeu convite para o Vitrine, na época sob o comando de Marcelo Tas. Em 2004 surgiu como repórter do Cor de Rosa, produção vespertina do SBT. Na Band fez matérias para o De Olho nas Estrelas.

Voltou à TV Cultura para ancorar o Vitrine ao lado de Sabrina Parlatore. Na mesma emissora esteve à frente do Cultura Meio-Dia ao lado de Maju Coutinho. Na TV Gazeta de São Paulo comandou duas atrações dedicadas à paixão pela música: Ouça e 5 Discos.

Nos últimos anos, a carreira de Rodrigo Rodrigues estava focada na cobertura do esporte, com passagens por ESPN e Esporte Interativo. Desde janeiro de 2019 fazia parte do elenco do SporTV e apresentava eventualmente o Globo Esporte.

Sua morte entristece o meio televisivo e reforça na imprensa o aspecto da letalidade da covid-19. Uma doença que afeta anônimos e famosos, ricos e pobres, pessoas de todas as ideologias.

Como legado, Rodrigo Rodrigues deixa o alto astral em tudo o que se propôs a fazer diante das câmeras. Não há como lembrar dele sem vê-lo a sorrir.
 

Veja também:

Parque de ferromodelismo é inaugurado sob pista de esqui na Alemanha
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade