0

Quem se acha mito é homem comum, diz jornalista da GloboNews

Flávia Oliveira reforça posição anti-Bolsonaro ao comentar na TV a despedida do ministro Celso de Mello do STF

9 out 2020
10h56
atualizado às 11h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Na edição de quinta-feira (8) do Em Pauta, da GloboNews, Flávia Oliveira participou da rodada de comentários a respeito do voto do decano do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, sobre a maneira como o presidente Jair Bolsonaro deverá ser ouvido no inquérito que apura suposta interferência dele na Polícia Federal.

A jornalista destacou um trecho da explanação do ministro que se aposenta na semana que vem e será lembrado como veemente crítico de Bolsonaro. “O presidente também é súdito das leis como qualquer outro cidadão desse País”, reproduziu Flávia. Em seguida, ela completou com uma conclusão pessoal. “Quem se acha mito é, na verdade, um homem comum.”

Flávia Oliveira aproveita a visibilidade no canal de notícias mais visto da televisão para contestar as pautas conservadoras de Bolsonaro
Flávia Oliveira aproveita a visibilidade no canal de notícias mais visto da televisão para contestar as pautas conservadoras de Bolsonaro
Foto: Sala de TV

Chamado de ‘mito’ por seus apoiadores, o presidente quer prestar depoimento por escrito, conforme solicita a Advocacia-Geral da União (AGU). Relator do caso, Celso de Mello defende que o chefe do Executivo seja ouvido presencialmente. Os outros ministros do STF ainda apresentarão seus votos. O impacto dessa decisão — contrária ou a favor de Bolsonaro — tem gerado recorrentes análises e debates em programas jornalísticos na TV.

Especialista em economia e empreendedorismo, Flávia Oliveira ganhou mais espaço na GloboNews após a cobertura dos protestos antirracistas nos Estados Unidos. O Em Pauta chegou a promover uma discussão sobre o tema exclusivamente com jornalistas brancos. Após repercussão negativa nas redes sociais, a atração escalou negros para participação fixa. Flávia entrou para o time.

Feminista, ativista contra o racismo, pela promoção da cultura negra e das religiões de matriz africana, a jornalista carioca faz oposição declarada a Jair Bolsonaro. Não apenas diante das câmeras, como também em sua coluna no jornal ‘O Globo’ e nos comentários na rádio CBN. Em julho, Flávia Oliveira estampou uma das capas da revista ‘Marie Claire’ sobre mulheres do jornalismo brasileiro com atuação relevante na cobertura da pandemia de covid-19.

 

Veja também:

O chef premiado que valoriza peixes considerados menos nobres
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade