0

Papel de michê assassino rende o Emmy ao ator Darren Criss

Ex-‘Glee’, galã inseriu dose generosa de sensualidade na interpretação do serial killer que matou Gianni Versace

18 set 2018
11h39
atualizado às 11h40
  • separator
  • 0
  • comentários

Andrew Cunanan foi um garoto de programa californiano que entrou para a crônica policial norte-americana ao disparar dois tiros em Gianni Versace, na frente da mansão do estilista italiano em Miami

Sem medo da diversidade: Darren Criss já interpretou gay, bissexual e transgênero
Sem medo da diversidade: Darren Criss já interpretou gay, bissexual e transgênero
Foto: FX / Divulgação

O crime aconteceu em julho de 1997 e foi recriado em nove episódios na segunda temporada da série American Crime Story, do canal FX. The Assassination of Gianni Versace foi sucesso de audiência e crítica ao ser exibida no início deste ano.

Na noite de segunda-feira (17), a produção ganhou o Emmy, mais importante prêmio da televisão dos Estados Unidos, como melhor série limitada (de curta duração). Darren Criss, que interpretou o michê assassino, recebeu o Emmy de melhor ator na categoria de atuação em minissérie, série limitada ou filme para a TV.

Nascido em São Francisco, o ator de 31 anos conquistou mais reconhecimento e status com sua performance consistente de Andrew Cunanan.

Em sua visão artística, o psicopata que matou vários homens tinha uma sensualidade diabólica que o aproximava do igualmente homicida sedutor Tom Ripley, vivido por Matt Damon em O Talentoso Ripley, premiado filme baseado no best-seller escrito por Patricia Highsmith em 1955.
 
O melhor papel de Darren desde o adolescente gay Blaine da série musical Glee voltou a suscitar curiosidade dos fãs e da imprensa a respeito de sua vida sexual.

O ator durante o discurso de agradecimento no Emmy
O ator durante o discurso de agradecimento no Emmy
Foto: Site Oficial Emmy / Reprodução

O jovem astro, que já foi capa da revista LGBT Out, gosta de alimentar o mistério a respeito da intimidade. Quando questionado, costuma soltar frases de sentido dúbio: “Eu sei quem sou”, “No momento, sou um homem hétero”.

Ídolo na comunidade gay, o galã tem no currículo outro papel icônico contra a heteronormatividade. 

No musical Hedwig and the Angry Inch, na Broadway, ele interpretou uma cantora de rock alemã que sofre as consequências de uma malsucedida cirurgia de mudança de sexo imposta pelo namorado.

No momento, Darren Criss filma Midway, super produção sobre uma batalha da Segunda Guerra dirigida por Roland Emmerich, de Independence Day, O Dia Depois de Amanhã e 2012. A estreia será em novembro de 2019.

Veja também:

Westworld vem para derrubar GOT

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade