0

Na TV, Daniel Alves critica os "antirracistas oportunistas"

Craque da Seleção diz que nunca se colocou como vítima de preconceito e pede "ativismo contínuo"

3 jun 2020
16h30
atualizado às 16h58
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Na tarde desta quarta-feira (3), ao vivo no 'Visão CNN', da CNN Brasil, o jogador Daniel Alves, atualmente no São Paulo, desaprovou quem se posiciona contra o racismo apenas em determinadas ocasiões, "para se vangloriar" de tal ação politicamente correta, como agora devido à comoção mundial pela morte do segurança negro George Floyd, asfixiado pelo policial Derek Chauvin em abordagem violenta filmada em Minneapolis, nos Estados Unidos.

Daniel Alves reagiu a ofensa racista durante jogo do Barcelona seis anos atrás
Daniel Alves reagiu a ofensa racista durante jogo do Barcelona seis anos atrás
Foto: Instagram / Reprodução

Mais de uma vez, o atleta condenou o "oportunismo" daqueles que aproveitam para se autopromover nessas situações. Disse ser importante o "posicionamento contínuo" contra a discriminação racial. Ele também reprovou o "vitimismo" de quem enxerga racismo em tudo. "Não se pode achar que todo branco é racista", exemplificou.

Na CNN Brasil, Dani Alves foi entrevistado por dois âncoras negros, Luciana Barreto e Diego Sarza, e também pelo âncora Cassius Zeilmann, que já se emocionou no ar ao revelar ter testemunhado episódios de racismo
Na CNN Brasil, Dani Alves foi entrevistado por dois âncoras negros, Luciana Barreto e Diego Sarza, e também pelo âncora Cassius Zeilmann, que já se emocionou no ar ao revelar ter testemunhado episódios de racismo
Foto: TV / Reprodução

Definindo-se como "ativista pacifista", o lateral-direito sugeriu às pessoas "agirem todos os dias" contra os preconceitos, e não somente quando há repercussão midiática de um caso específico. "Assim a gente conseguirá harmonia social e humanitária", afirmou.

Daniel Alves já sentiu o racismo na pele. Em 27 de abril de 2014, quando atuava pelo Barcelona, foi alvo de ofensa racista de um torcedor do Villarreal. O homem atirou uma banana na direção dele. Daniel surpreendeu o mundo ao pegar a fruta e comê-la em pleno jogo. A atitude irônica gerou a campanha #SomosTodosMacacos em repúdio à recorrente discriminação no futebol.

Veja também:

Filha interrompe entrevista por vídeochamada e vira sensação nas redes
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade