5 eventos ao vivo

Meryl Streep faz série Big Little Lies ficar ainda melhor

Atriz entrega atuação que vai do minimalismo ao histriônico em trama com sororidade e rivalidade feminina

11 jun 2019
10h59
  • separator
  • 0
  • comentários

De repente, a introspectiva Mary Louise solta um grito para externar a dor do luto. Ela não se conforma com a morte do filho, Perry (Alexander Skarsgård).

Mary Louise é aquele tipo de personagem que chega para estremecer a vida de todos ao redor
Mary Louise é aquele tipo de personagem que chega para estremecer a vida de todos ao redor
Foto: Divulgação

O momento de expurgação assusta a nora Celeste (Nicole Kidman) e os dois netos. A hora do jantar ganha clima soturno.

A cena foi um dos pontos altos na dramaturgia do primeiro capítulo da segunda temporada de Big Little Lies, do canal HBO (domingos às 22h).

Meryl Streep está perfeita no papel da mulher amargurada, com delicioso humor ácido, que aparenta fragilidade enquanto tenta disfarçar astúcia e sede de vingança.

Mary Louise (nome de batismo da atriz) chegou a Monterey para abalar a calma e a cumplicidade entre as amigas Celeste, Madeline (Reese Witherspoon), Jane (Shailene Woodley), Bonnie (Zoë Kravitz) e Renata (Laura Dern). A doce avó representa perigo ao segredo que elas escondem.

Na primeira temporada, Big Little Lies destacou o conceito de sororidade, ou seja, a união das mulheres na defesa do próprio bem-estar. Agora será a vez da discórdia e do medo ressaltarem a velha rivalidade feminina.

Com a esperteza de uma vilã, Mary Louise não se engana com as aparências. Ela sabe que aquele grupo de mulheres que orbitavam em torno de seu filho possuem um lado obscuro mal disfarçado pelas roupas de grife, a maquiagem corretiva e o comportamento burguês.

O elenco principal, 100% feminino: amizade feminina colocada à prova
O elenco principal, 100% feminino: amizade feminina colocada à prova
Foto: Divulgação

Às vésperas de completar 70 anos, Meryl Streep oxigena a carreira com personagem ambígua. Dela se pode esperar o bem e o mal sem que tire do lugar seu penteado antiquado.

A grande estrela, ganhadora de 3 Oscars, agora faz parte de uma série protagonizada por mulheres (a metade delas tem mais de 50 anos, algo raro na TV e no cinema), e também escrita, produzida e dirigida por mulheres. 

Juntas, acertam em cheio ao mostrar a complexidade e a intensidade da essência feminina – tão sedutora quanto aterrorizante.

Veja também:

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade