0

Globo ganha Oscar da comunicação em ano desafiador ao canal

Prêmio consagra a influência da emissora em momento de confronto com o presidente, corte de despesas e investimento no streaming

5 dez 2019
12h22
  • separator
  • 0
  • comentários

A Rede Globo venceu a categoria Veículo de Comunicação – Produtor de Conteúdo do Prêmio Caboré, considerado o Oscar da indústria da comunicação, do marketing e da mídia no Brasil, realizado pelo Grupo Meio & Mensagem. A cerimônia aconteceu no Unimed Hall (antigo Credicard Hall), em São Paulo.

Prêmio reconhece a atuação da Globo na produção de múltiplos conteúdos
Prêmio reconhece a atuação da Globo na produção de múltiplos conteúdos
Foto: Fotomontagem: Blog Sala de TV

A principal emissora da família Marinho concorria com o portal UOL e a rádio Jovem Pan. O diretor-geral da Globo, Carlos Henrique Schroder, recebeu o troféu. No discurso, o executivo ressaltou o “jornalismo profissional, jornalismo de credibilidade, jornalismo de isenção” do canal. “Nós acreditamos no conteúdo. Nós sabemos fazer conteúdo porque gostamos de fazer conteúdo.”

Líder em audiência, a Globo produz cerca de 3 mil horas de entretenimento e 3 mil horas de jornalismo por ano. Em 2018, o faturamento do grupo foi de R$ 15 bilhões, mas houve redução de 35% no lucro líquido. Nos últimos meses, a cúpula da companhia tem feito corte de gastos. Profissionais de todas as áreas foram dispensados, inclusive artistas consagrados e altos executivos. O objetivo é enxugar as operações e sanear as contas.

Um dos focos de investimento está na produção de conteúdo online, especialmente séries e especiais para a plataforma de streaming GloboPlay. A Globo faz o possível para atrair o brasileiro que hoje dá mais importância à internet do que à TV. Quer ampliar a audiência virtual para tentar levar o usuário a também consumir televisão.

Essas mudanças relevantes acontecem em um período de relação turbulenta com o presidente Jair Bolsonaro, que vê o Grupo Globo como “inimigo”, e também com uma parcela de público – tanto da direita quanto da esquerda – incomodada com suposta falta de imparcialidade do jornalismo da emissora. Há ainda o descontentamento dos conservadores com as temáticas liberais vistas na teledramaturgia.

Apesar dos obstáculos, a Globo mantém seu poder de influência na maior parte das casas brasileiras. As tentativas de boicote contra sua programação não surtiram efeito nos índices aferidos pelo Ibope. O canal carioca, que completará 55 anos em 2020, registra mais audiência diária do que a soma de seus principais concorrentes.

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade