0

A famosa capa que abriu caminho aos artistas bissexuais

Cantora Ana Carolina rompeu um tabu ao falar abertamente a respeito da liberdade de gostar de homens e mulheres

10 fev 2021
16h19
atualizado às 16h19
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A bissexualidade e a bifobia (o preconceito contra os bissexuais) geraram incontáveis manchetes nos últimos dias por conta de Lucas Penteado. Em uma festa no ‘BBB21’, o ator beijou o gay assumido Gilberto Nogueira e, em seguida, se declarou bi. O temor pelo inevitável julgamento dentro e fora da casa fez o brother abandonar o reality show.

A capa histórica com Ana Carolina ajudou a consolidar a tolerância desfrutada hoje por artistas bissexuais como Anitta, Lucas do ‘BBB21’, Ludmilla e Gianecchini
A capa histórica com Ana Carolina ajudou a consolidar a tolerância desfrutada hoje por artistas bissexuais como Anitta, Lucas do ‘BBB21’, Ludmilla e Gianecchini
Foto: Fotomontagem: Blog Sala de TV

Assumir-se gay ou bissexual exige dose generosa de coragem. A revelação pública obriga o enfrentamento da família, dos amigos, da sociedade e, a depender da profissão, possível implicação na carreira. Por isso tantos atores, apresentadores, cantores, âncoras de telejornais, jogadores de futebol, entre outras figuras públicas, preferem camuflar a própria bissexualidade.

A intolerância já foi bem pior. Alguns famosos precursores deram a cara a tapa para abrir caminho e exigir tolerância. A cantora e compositora Ana Carolina deu contribuição valiosa à causa da diversidade sexual no Brasil. Em dezembro de 2005, ela foi capa de ‘Veja’. A chamada provocou burburinho no País: “Sou bi. E daí?”

“Sou bissexual. Acho natural gostar de homens e mulheres”, declarou à revista. “Posso até estar saindo com uma mulher, mas, se eu me apaixonar por um homem e decidir casar com ele na igreja, de véu e grinalda, ninguém vai impedir”, avisou. Esse outing (saída do armário) encorajou outros artistas a se assumirem bi também.

As novas gerações têm várias celebridades que se relacionam com ambos os sexos. Anitta, Ludmilla, Reynaldo Gianecchini e Camila Pitanga estão entre eles. A seu modo, sem militância explícita, defendem a liberdade do desejo, ajudam a combater a bifobia e servem de referência a jovens com a mesma orientação sexual.

Veja também:

Saiba tudo sobre os 14 participantes do 'BBB21'
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade