Música

Tecnobrega! Ouro negro da Amazônia, Keila apresenta "Boca de Açaí" no Showlivre

19 dez 2023 - 12h00
Compartilhar

A cantora e compositora Keila é uma das responsáveis por promover a mistura inovadora entre Tecnobrega paraense e sonoridades de outras periferias do Brasil. Em "Keila" (2017), seu primeiro trabalho solo, mostra toda a força da sua voz em ritmos enérgicos e dançantes, também presentes no single "Vai Tremer" (2018). Em Julho de 2019, lança o single "Brega Doido", primeira faixa do disco "Malaka" (Natura Musical). Sua carreira é pautada não apenas pela música, mas também pela habilidade e talento com a dança. “Sempre fui da dança. Costumo brincar que já saí dançando de dentro da barriga da minha mãe”, diz. “Na minha adolescência, participei de grupos de hip-hop, fui b-girl e depois mergulhei na dança pop. Tempos depois, veio a febre do ‘Treme’ e percebi que poderia usar as danças de aparelhagens para inovar”, conta. Os movimentos do corpo, então, inspiraram Keila a consolidar o caminho musical que segue hoje. “Comecei a misturar elementos da dança do Tecnobrega com elementos do pop. Isso fluiu pras composições, acabei criando meu estilo e evoluindo ele ao longo dos anos", explica. Keila ainda destaca que a ideia é que "Malaka" (Natura Musical) seja um link entre o Tecnobrega e a sonoridade de outras periferias. “Tem hip-hop com tecnobrega, funk carioca com tecnobrega, batidão romântico (fortíssimo no Nordeste) com tecnobrega, trap com tecnobrega... é ouvir pra crer (e dançar)!”, comenta.

Show Livre
Publicidade
Publicidade