PUBLICIDADE

Entenda como o TikTok está transformando o mercado musical  

26 abr 2021
0comentários
Publicidade

Há várias décadas, quando se pensava em gravar um álbum em um determinado estúdio, era possível imaginar uma suntuosa sala com mesas, microfones, instrumentos musicais de todos os tipos, ou seja, todo o aparato necessário para que uma obra musical tomasse a sua devida forma.

Foto: Divulgação | TikTok | Site oficial / The Music Journal

Os tempos passaram, o advento digital chegou para ficar, revolucionando o mercado já no inicio dos anos 2000 com o surgimento do MP3 e, sucessivamente, vieram as plataformas digitais que hoje são determinantes para o ecossistema do mercado musical na divulgação de artistas pilares.

Agora, com o surgimento do TikTok, temos um novo modelo de gravação de áudio. A plataforma social se transformou em um verdadeiro estúdio para novos artistas, onde eles podem ter seu brainstorm e gerar novas melodias e inúmeras formas de colaboração artística.

Uma interessante análise realizada por Kriss Thakar para o site MiDiA Research, nos dá um novo horizonte de como essas novas gravações podem surgir e como a criação musical pode ser desenvolvida da mesma forma que se fosse aplicada em um grande estúdio musical.

Existe um recurso no TikTok que se chama Music Machine, que é uma ferramenta de produção musical MIDI baseada em loop alocada no aplicativo. Ela conta com quase 700 milhões de usuários ativos. Com base neste programa, Kriss Thakar conclui que "a mídia social está se tornando um estúdio social".

Aliado ao Music Machine, a enorme série de vídeos #duet se aproxima de 2 trilhões, que incluem registro audiovisuais criativos das mais variadas nuances. É aí que o conceito "estúdio" toma forma no TikTok: o usuário consegue criar e desenvolver suas obras dentro de um grande fator exponencial de compartilhamento. Em outras palavras: o usuário cria a obra e ela ganha distribuição de forma rápida e eficaz, o que você poderia realizar em um player de mercado dentro de várias etapas.

"Fazer música está se tornando incorporado ao entretenimento a ponto de sua função principal se tornar uma proposta de entretenimento em si. As ferramentas de criação e os canais de consumo estão se tornando um e o mesmo. O estúdio social é a personificação de uma onda de comportamento prosumer (indivíduos que tanto consomem quanto produzem)", analisa Kriss Thakar.

Outro fator curioso é que toda essa cadeia de criação, acaba colaborando para que o artista seja notado por grande players de mercado como as gravadoras, aliás, com o sucesso de compartilhamento dessas criações neste sofisticado "estúdio social", os números sempre caem bem em um acordo comercial com empresas musicais.

The Music Journal The Music Journal Brazil
Publicidade
Publicidade