0

Apesar de atraso, Kiss empolga 10 mil com show pirotécnico no RS

15 nov 2012
00h09
atualizado às 02h26
  • separator
Fernando Diniz
Direto de Porto Alegre

A introdução do clássico Detroit Rock City deu início, por volta das 23h30 desta quarta-feira (14), à turnê Monster, do grupo americano Kiss, no Brasil. Os músicos Gene Simmons, Paul Stanley, Tommy Thayer e Eric Singer desceram no palco do Ginásio Gigantinho, em Porto Alegre, em plataformas tomadas de pirotecnias, enquanto estouravam fogos de artifício ao fundo. No próximo dia 17, o grupo toca em São Paulo, na Arena Anhembi, com transmissão ao vivo do Terra em vídeo e de graça para todo o País em HD, inclusive por tablets, smartphones e TVs conectadas Sony. O grupo também se apresentará no Rio de Janeiro, dia 18.

Gene Simmons durante show do Kiss no Brasil em 2009
Gene Simmons durante show do Kiss no Brasil em 2009
Foto: Marcelo Pereira / Terra

O show do Kiss estava marcado para iniciar às 21h, horário em que a banda de abertura, Rosa Tattooada, iniciava sua apresentação uma hora e meia depois do previsto. Segundo a assessoria do evento, o equipamento do grupo ficou retido na aduana e demorou a ser liberado, o que atrasou em duas horas e meia o espetáculo. O grupo se apresentou na terça-feira em Assunção, no Paraguai

Solucionados os problemas e acalmados os ânimos do público - por duas vezes foram dadas explicações por meio do sistema de som -, as luzes do ginásio Gigantinho apagaram, e os telões mostravam os integrantes do Kiss se dirigindo ao palco. Há 13 anos sem pisar na capital gaúcha, a banda não decepcionou na pirotecnia, sincronizando estouros e luzes em todas as músicas. A organização estima que cerca de 10 mil pessoas assistiram à apresentação.

Depois da música de abertura, os únicos integrantes originais da banda, Gene Simmons e Paul Stanley, continuaram revezando os vocais em Shout It Out Loud e Calling Dr. Love. O setlist não trouxe surpresas e seguiu a estrutura apresentada nos países vizinhos. Do disco Monster, que dá nome à turnê, Hell or Hallelujah e Wall of Sound deram continuidade ao espetáculo.

"Gostaria de falar a língua de vocês, que são pessoas cheias de calor e paixão. Nós amamos vocês", disse Stanley em uma das várias vezes que falou ao público. "É bom estar de volta. Podemos voltar?", perguntou o showman.

Como de costume, o Kiss não entrega apenas a música. O solo de baixo de Simmons, por exemplo, conta mais como um ato teatral. Enquanto o instrumento está tomado de distorção, o público espera ver o baixista babando o sangue falso que ele colocou na boca enquanto Eric Singer e Tommy Tayer tocavam sozinhos para o público.

Além do hino I Love it Loud, a banda entregou também aos fãs clássicos como Love Gun. Em um momento solo no palco, Paul Stanley chegou a ensaiar tocar Stairway to Heaven, do grupo britânico Led Zeppelin. Após pronunciar as primeiras palavras da letra, cortou: "não, vocês querem ouvir músicas do Kiss". E a banda convocou um coro para Black Diamond, cantada pelo baterista Eric Singer.

O grupo iniciou o bis com Lick it Up, do álbum homônimo de 1983, época em que o grupo decidiu abandonar as clássicas maquiagens. Enquanto o hit tocava, o telão mostrava imagens de mulheres da plateia. O show terminou com I was made for lovin' you e a famosa Rock and Roll all Nite, acompanhada de uma chuva de papel picado que tomou todo o ginásio Gigantinho.

Set list
Detroit Rock City
Shout It Out Loud
Calling Dr. Love
Hell or Hallelujah
Wall of Sound
Hotter Than Hell
I Love It Loud
Outta This World
Solos de guitarra e bateria (Tommy Thayer e Eric Singer)
Solo de Baixo (Gene Simmons)
God of Thunder
Psycho Circus
War Machine
Love Gun
Black Diamond
Bis:
Lick It Up (Com trecho de Won't Get Fooled, da banda The Who)
I Was Made for Lovin' You
Rock and Roll All Nite

Terra Live Music
O projeto anual Live Music Rocks é realizada em parceria entre Terra e XYZ Live e traz ao Brasil nomes importantes do cenário da música internacional. Já recebeu em 2012 Morrissey, Noel Gallagher, Maroon 5, Evanescence e Robert Plant.

Já a plataforma Terra Live Music, que engloba todos os shows transmitidos ao vivo pelo Terra, no último ano trouxe de graça via web apresentações de artistas como Paul McCartney, que atraiu audiência de 1,5 milhões de pessoas em toda a América Latina. Este sucesso de público também aconteceu nas transmissões ao vivo dos shows de U2 e Kasabian, que literalmente encerrou as transmissões de shows ao vivo em 2011, com apresentação, direto de Londres, em 31 de dezembro.

O projeto também inclui a realização de um programa semanal, todas às quintas-feiras a partir das 16h, com apresentação de Lorena Calabria e participação de internautas. Uma banda convidada faz apresentação direto do estúdio do Terra em São Paulo.

Veja também:

Harry Styles: 15 fatos sobre um dos queridinhos do 1D
Fonte: Terra
publicidade