PUBLICIDADE

Gloria Groove critica cancelamento em novo single: "sociedade pode ser cruel"

Clipe de "A Queda" chegou ao YouTube nesta sexta-feira (15)

15 out 2021 15h10
ver comentários
Publicidade
Videoclipe é um dos mais impactantes de sua carreira; assista.
Videoclipe é um dos mais impactantes de sua carreira; assista.
Foto: Divulgação/Rodolfo Magalhães / Famosos e Celebridades

Ela é o momento! Gloria Groove renasce no lançamento do seu mais novo single intitulado de "A Queda", inclusive com um dos clipes mais impactantes de sua carreira. 

Apostando em uma crítica na cultura do cancelamento, tema em potencial na atualidade, a canção, produzida por Ruxell e Pablo Bispo, vem logo após o sucesso de "Bonekinha", primeiro hit de "Lady Leste", lançado em junho deste ano.

"Tive a ideia da letra no começo deste ano. Queria escrever uma canção sobre o quanto a sociedade pode ser cruel e sádica diante de um momento de vulnerabilidade de qualquer pessoa pública. Lembrei tantas vezes que já tinha visto Lady Gaga falando sobre isso nas eras The Fame/The Fame Monster, e pensei no quanto hoje eu entendo isso de outra forma e perspectiva. Fez todo sentido falar do ponto de vista de alguém que te convida pra assistir a própria queda, já que é isso que as pessoas buscam afinal", explica. 

Além de Gaga, Gloria também se inspirou em "I Write Sins, Not Tragedies", de Panic! At The Disco; "No Place Like Home", de Todrick Hall; e "Believer", de Imagine Dragons. O visual, com pegada de terror, tem dirição de Felipe Sassi e passeia por referências a Marilyn Manson, American Horror Story, filmes de Zé do Caixão e até a novela O Beijo do Vampiro.

A cantora dá vida a uma série de personagens no clipe de "A Queda". Para a surpresa do público, Gloria aparece na corda bamba e até no esgoto, deixando seus fãs boquiabertos vendo o "renascimento" da diva. "Desde o nascimento da letra, já sabia que seria inevitável a presença da estética 'circo dos horrores', muito presente nas minhas referências. Cada cena do vídeo representa um tipo de conflito relacionado ao ódio: provocação, exposição, perseguição e linchamento", conta. 

"As diversas personas que encarno no vídeo também desempenham um papel importante, principalmente o nosso 'mestre de cerimônias' ou picadeiro, que representa no vídeo o próprio sadismo da fama. Foi icônico para mim gravar o meu primeiro clipe pop 'de terror'. Fiquei feliz demais de sentir que estava gravando o meu Thriller ou o meu Disturbia", comemora.

Confira o videoclipe:

Famosos e Celebridades
Publicidade
Publicidade