2 eventos ao vivo

"Gente chata", diz Roberta Miranda após polêmica com Alok

"Perguntei qual o trabalho de um DJ, onde tá a ofensa nisso?", afirmou a cantora

19 mar 2019
14h43
atualizado às 15h04
  • separator
  • 0
  • comentários

Envolvida em uma polêmica com Alok após criticar o trabalho de DJs em suas redes sociais, a cantora Roberta Miranda voltou ao Instagram para afirmar que não ofendeu o músico e reclamar da "chatice" da repercussão de seus comentários.

DJ Alok e Roberta Miranda
DJ Alok e Roberta Miranda
Foto: Instagram / @alok | Instagram / @robertamiranda / Estadão Conteúdo

"Como tem gente chata nessa rede social. Ainda bem que 90% são pessoas educadas. Eu perguntei, é um direito meu, qual o problema? Perguntei qual o trabalho de um DJ. Poderia ter dado um Google? Poderia. Mas nem sempre é aquilo que eu quero saber. Qual o problema? Onde tá a ofensa nisso? Em lugar nenhum", afirmou.

Em seguida, prosseguiu: "Quem respondeu que o trabalho do DJ é só apertar um botão foi um de vocês, não fui eu. Que chatice, hein? Que horror. Vou continuar perguntando quantas vezes eu quiser".

Apesar da negativa, Roberta Miranda fez postagens provocativas em seu Twitter no último domingo, 17, enquanto Alok se apresentava no Domingão do Faustão. "Alguém poderia me responder qual o trabalho do DJ?", questionou aos seus seguidores.

VEJA TAMBÉM: Artistas que se odeiam - e não fazem a menor questão de esconder isso

"Fazer música?", respondeu um internauta, ironizado por Roberta: "A música já está feita, amigo [risos]".

"Perguntei: 'Alguém pode me responder qual o trabalho do DJ?'. Resposta: 'Apertar o botão'. Obrigada! Já responderam. Logo, 'Roberta ataca Alok'... A Roberta não ataca este lindo pois ele é casado", encerrou.

O próprio Alok usou os stories de seu Instagram para falar sobre o caso na última segunda-feira, 18: "Eu vi um post da Roberta Miranda dizendo que o trabalho de DJ se resume apenas a apertar um botão".

"Acho importante levantar esse ponto, porque ainda existe muito preconceito em relação ao trabalho do DJ. Meus pais são DJs há mais de 20 anos. Eu sei o quanto já fui motivo de piada nas escolas quando dizia que meus pais eram DJs, porque ninguém entendia.

Alok, porém, evitou fazer críticas à cantora, com quem afirmou que gostaria até mesmo de dividir o palco em uma futura ocasião: "Não culpo ela, porque talvez não faça parte da realidade dela. [...] Acredito que ela não tenha feito isso com intuito de me ofender, até porque ela aparenta ser uma pessoa muito bem-humorada."

"Muitos DJs lutam muito pra conquistar espaço. Passei mais de três meses pra produzir a música nova. Todo um processo de criatividade, letra, produção, passei o dia inteiro no estúdio, pra poder ir no Faustão e 'apertar o play'", encerrou.

Veja também:

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade