PUBLICIDADE

Esta amada atriz da Marvel começou sua carreira bem cedo; nem todos a reconhecem neste filme de 1990

O longa que marcou a geração dos anos 90 foi o responsável por lançar atriz que se tornou um fenômeno nos cinemas.

2 abr 2024 - 22h21
(atualizado em 3/4/2024 às 14h55)
Compartilhar
Exibir comentários

A década de 1990 foi um marco para os entusiastas do cinema por ter nos trazido obras clássicas como Forrest Gump, Jurassic Park e O Silêncio dos Inocentes. E entre essas grandes produções que jamais serão esquecidas está A Fogueira das Vaidades.

Foto: Warner Bros. / Adoro Cinema

O longa dirigido por Brian De Palma conta com Tom Hanks, Morgan Freeman e Bruce Willis no elenco principal e fala sobre um famoso corretor de Wall Street que tem a intenção de levar a sua amante para Manhattan, mas erra o caminho e caba atropelando um homem negro no Bronx. Ele, então, vê a sua vida em uma decrescente e a de um jornalista desconhecido crescer ainda mais com o caso.

A Fogueira das Vaidades ainda tem a atriz de Homem-Aranha, Kirsten Dunst, no papel de Campbell McCoy, a filha do personagem principal, Sherman McCoy (Tom Hanks). Com apenas oito anos de idade, esse foi o primeiro longa-metragem da atriz.

Foto: Adoro Cinema

Entrevista com o Vampiro veio depois

A Fogueira das Vaidades foi a porta de entrada para a grande carreira de Kirsten pois, quatro anos após a produção, a mesma estreou como Claudia em Entrevista com o Vampiro, ao lado de Tom Cruise e Brad Pitt. O filme e a atriz ficaram marcados na memória de todos pela icônica cena do beijo entre Dunst e Brad Pitt. Ela chegou a revelar em entrevista que beijá-lo a deixou completamente desconfortável.

Foto: Adoro Cinema

Leia o artigo em AdoroCinema

Imperdível no streaming: Este é um dos melhores filmes de vampiros de todos os tempos, de acordo com os espectadores do AdoroCinema

Para (re)ver no streaming: Filme de fantasia cult absoluto com Kirsten Dunst que perturbou milhões de crianças

Muitos fazem chacota, mas Kirsten Dunst voltaria para este gênero sem pensar duas vezes para sustentar os filhos e a mãe

"Foi quase como se eu o estivesse ressuscitando": Kirsten Dunst afirma que filmar icônico beijo em Homem-Aranha foi "miserável"

Adoro Cinema
Compartilhar
Publicidade
Publicidade