0

Monobloco encerra Carnaval do Rio celebrando o amor

18 fev 2018
09h14
atualizado às 09h19
  • separator
  • comentários

O Monobloco encerra hoje (18) o Carnaval oficial do Rio de Janeiro com um tributo ao "amor de Carnaval". O tema costura o repertório do bloco, que encomendou uma composição a Moraes Moreira para apresentá-la diante do público que costuma chegar a centenas de milhares de pessoas.

Monobloco deve arrastar milhares de foliões no encerramento do Carnaval carioca)
Monobloco deve arrastar milhares de foliões no encerramento do Carnaval carioca)
Foto: Agência Brasil

Um dos fundadores do Monobloco, Pedro Luís destaca que o tema foi construído com os integrantes do Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte e pretende cativar o público com uma mistura de ritmos que toque o coração.

"O repertório é composto de canções que falam do tema amor, que chamam para esse tema que que é tão importante em um tempo de tanta intolerância".

Na rua desde às 7h, o desfile se estende até 12h e a previsão é que termine na altura do número 85 da Avenida Infante Dom Henrique. Neste ano, o Monobloco desfila no Aterro do Flamengo, diferentemente dos anos anteriores, em que percorreu a Rua Primeiro de Março, no centro. A expectativa de Pedro Luís para a nova localização é positiva.

"A gente vai estar em um cartão postal incrível da cidade", comemorou ele, que acrescentou: "Vai poder dar mais conforto para o público, porque além da beleza, é mais espaçoso".

Mais uma vez, a atração principal do Monobloco será sua bateria, composta por batuqueiros formados nas próprias oficinas do bloco, que hoje ocorrem no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Belo Horizonte. O desfile no fim do carnaval funciona como uma formatura para os novos alunos das oficinas.

"Nossa bateria é a atração especial. Eles passam o ano inteiro estudando para esse momento, que é a colação de grau deles".

Veja também:

Polêmica do Carnaval: uso de cocar e adereços indígenas como fantasia divide indígenas

 

Agência Brasil Agência Brasil

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade