PUBLICIDADE

Alfândega do Egito detém robô artista por temor de espionagem

22 out 2021 07h14
ver comentários
Publicidade

Após ficar dez dias retida, Ai-Da e sua obra são liberadas pelos guardas da alfândega. Humanoide britânico participa de exposição ao lado da Pirâmide de Quéops.A robô artista britânica Ai-Da foi detida durante dez dias por forças de segurança do Egito por suspeita de fazer parte de uma trama de espionagem e liberada nesta quarta-feira (20/10), noticiou a imprensa britânica.

Ai-Da posa ao lado de uma de suas obras
Ai-Da posa ao lado de uma de suas obras
Foto: DW / Deutsche Welle

Ai-Da cria suas obras com o uso de inteligência artificial e terá sua obra exposta na primeira exposição de arte contemporânea ao lado da Pirâmide de Quéops, que foi inaugurada nesta quinta. A detenção na fronteira ameaçava a presença dela no evento.

O inventor de Ai-Da, Aidan Meller, disse que a artista robô estava em boas condições depois de passar dez dias sem eletricidade. Ela e sua obra haviam sido enviadas ao Cairo em caixas especiais por meio de transporte aéreo de cargas.

"As pessoas temem os robôs"

Meller disse que funcionários da alfândega em Cairo confiscaram a robô por ela ter um modem e depois exigiram que os olhos dela fossem retirados. Os olhos contêm câmeras que a robô usa para pintar e desenhar.

Meller disse que explicou aos guardas de fronteira que poderia retirar o modem, mas sem os olhos Ai-Da não consegue pintar. Por fim, Meller foi autorizado a manter os olhos de Ai-Da.

A detenção criou um mal-estar diplomático entre o Reino Unido e o Egito. "O embaixador britânico trabalhou toda a noite para conseguir a liberação de Ai-Da", disse Meller ao jornal The Guardian.

Ele ressaltou que Ai-Da é uma artista e não espiã. "As pessoas temem os robôs, não entendo", comentou.

A contribuição de Ai-Da para a exposição é uma escultura em argila, de 2 m x 2,5 m, representando a si mesma com três pernas. A obra também foi temporariamente confiscada pela alfândega egípcia.

Primeiro robô que pinta pessoas

Fabricada pela empresa de robótica Engineered Arts, Ai-Da tem esse nome em homenagem à pioneira da informática Ada Lovelace e foi concluída em abril de 2019 por uma equipe de programadores, especialistas em robótica, especialistas em arte e psicólogos.

Ai-Da é considerada o primeiro robô em todo o mundo capaz de pintar pessoas. Obras dela já foram expostas no Museu Victoria e Albert e no Tate Modern.

Ela também é capaz de realizar uma série de movimentos e tem uma pele de silicone, dentes e gengivas impressos em 3D e câmeras oculares.

as/lf (DW)

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
Publicidade
Publicidade