PUBLICIDADE

Tecnologia e Soluções

Patrocínio Logo do patrocinador

Deepfake: Criminosos usam IA fingindo ser um familiar

5 dicas para se proteger de golpes com inteligência artificial e deepfake

1 jun 2023 - 06h25
Compartilhar
Exibir comentários
Deepfake: Criminosos usam IA fingindo ser um familiar:

Recentemente um caso de deepfake desencadeou discussão sobre ameaça da Inteligêmncia Artificial à privacidade e segurança online em uma rede social chinesa. Um criminoso usou deepfake para convencer homem a transferir dinheiro para suposto amigo despertou preocupação sobre potencial de tecnologias baseadas em IA para viabilizar crimes financeiros.

Nos últimos anos, os avanços na tecnologia de IA têm permitido a criação de deepfakes, que são vídeos ou áudios manipulados de forma convincente para parecerem autênticos. Infelizmente, criminosos estão aproveitando essa tecnologia para perpetrar golpes, enganando pessoas ao se passarem por conhecidos e pedirem dinheiro. 

Acompanhe cinco dicas importantes para se proteger contra esses golpes, permitindo que você esteja preparado e evite cair em armadilhas.

1. Verifique a autenticidade da solicitação

Ao receber uma solicitação de dinheiro de um conhecido, seja por mensagem de texto, e-mail ou ligação, sempre verifique cuidadosamente a autenticidade da solicitação antes de tomar qualquer ação. 

Entre em contato com a pessoa em questão por outros meios (não respondendo à mensagem original) para confirmar se ela realmente fez o pedido. Certifique-se de que está falando com a pessoa real e não com um impostor.

2. Esteja ciente dos sinais de alerta

Os deepfakes podem ser muito convincentes, mas existem alguns sinais de alerta que podem ajudá-lo a identificar uma fraude. Preste atenção à qualidade do áudio ou vídeo, inconsistências no comportamento da pessoa retratada e possíveis erros de linguagem. 

Além disso, fique atento a qualquer solicitação de dinheiro urgente, especialmente se envolver transferências bancárias internacionais ou métodos de pagamento não usuais.

3. Reforce sua segurança online

Manter sua segurança online é crucial para evitar golpes com inteligência artificial. Certifique-se de ter senhas fortes e únicas para todas as suas contas, habilitando a autenticação de dois fatores sempre que possível. Fique atento a possíveis phishing scams, evitando clicar em links suspeitos ou baixar anexos desconhecidos. 

Foto: Freepik / Montagem Homework

Além disso, mantenha seu sistema operacional e aplicativos atualizados para se proteger contra vulnerabilidades conhecidas. Evite usar programas piratas de qualquer espécie ― eles são um campo fértil para malwares em geral.

4. Eduque-se sobre deepfakes e tecnologias relacionadas

Conhecer os perigos e as capacidades dos deepfakes é fundamental para se proteger. Mantenha-se atualizado sobre as últimas tendências em tecnologia de inteligência artificial e deepfake. 

Isso ajudará você a entender melhor como os golpistas podem usar essas tecnologias e permitirá que você reconheça possíveis ameaças com mais facilidade.

5. Denuncie e informe as autoridades competentes

Se você acredita ter sido alvo de um golpe com inteligência artificial e deepfake, é importante denunciar o incidente às autoridades competentes. Relate o crime à polícia local ou a agências especializadas em cibercrimes. 

Além disso, informe o ocorrido para as plataformas de mídia social ou serviços de mensagens usados pelos golpistas, para que possam tomar as medidas necessárias.

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade