PUBLICIDADE

IA pode identificar doença respiratória ao ouvir som da tosse

Tecnologia testada no Quênia pode diferenciar tuberculose de outras doenças respiratórias

5 jan 2024 - 11h28
(atualizado às 14h44)
Compartilhar
Exibir comentários
A tosse é um dos sintomas mais comuns da tuberculose
A tosse é um dos sintomas mais comuns da tuberculose
Foto: Getty Images / BBC News Brasil

Já imaginou usar apenas o som para diagnosticar uma doença respiratória? Alguns aplicativos já conseguem diferenciar a tuberculose de outras patologias graças à inteligência artificial (IA), de acordo com artigo publicado pelo MIT Technology, em Boston, nos Estados Unidos. 

Entretanto, vale ressaltar que o método não é 100% assertivo. O aplicativo não conseguiu detectar a patologia em cerca de 30% das pessoas. Mas, ainda assim, é promissor por ser mais simples e muito mais barato do que recolher catarro para procurar a bactéria que causa a condição, o método padrão-ouro para diagnosticar doenças respiratórias.

Desta forma, o artigo considera este método útil, especialmente em países subdesenvolvidos, como uma ferramenta de rastreio que ajude a detectar a doença de forma rápido e interrompa a transmissão. 

O estudo

Uma equipe de cientistas dos EUA e do Quênia treinou e testou a ferramenta de diagnóstico baseada em IA em registos de tosse recolhidos num centro de saúde queniano – cerca de 33 mil tosses espontâneas e 1.200 tosses forçadas de 149 pessoas com tuberculose e 46 pessoas com outras condições respiratórias. 

O desempenho do aplicativo não foi bom o suficiente para substituir os diagnósticos tradicionais. Mas poderia ser usado como uma ferramenta de triagem adicional. Quanto mais cedo as pessoas com casos ativos de tuberculose forem identificadas e receberem tratamento, menor será a probabilidade de propagarem a doença. 

Por que a sal-gema é tão valiosa? Por que a sal-gema é tão valiosa?

A Covid-19 também ajudou a aumentar o interesse na análise da tosse. A pandemia deu origem a 30 ou 40 startups focadas na acústica da tosse. A empresa de tecnologia AudibleHealthAI foi lançada em 2020 e começou a trabalhar em um aplicativo móvel projetado para diagnosticar a doença.

O software, denominado AudibleHealth DX, está atualmente sendo revisado pelo FDA, órgão regulatório dos EUA. E agora a empresa está se expandindo para gripe e a tuberculose.

Yael Bensoussan, laringologista da Universidade do Sul da Flórida, não acredita que esses tipos de aplicativos entreguem diagnósticos confiáveis. Mas, ela diz que aplicativos que detectam tosse – qualquer tosse – podem ser ferramentas valiosas de saúde, mesmo que não consigam identificar a causa. 

A tosse é especialmente fácil de ser capturada pelos smartphones. “É uma mudança radical ter um dispositivo comum, o smartphone, que todos têm ao lado da cama ou no bolso para ajudar a observar a tosse”, disse Jamie Rogers, gerente de produto do Google Health, à revista Time .

Os mais novos telefones Pixel do Google têm detecção de tosse e ronco disponível.

Bensoussan também acredita que os aplicativos de rastreamento de tosse podem impactar nos ensaios clínicos, onde a tosse é uma das coisas que os pesquisadores estão tentando medir. 

“É muito difícil rastrear a tosse”, diz ela. Os pesquisadores muitas vezes confiam na lembrança que os pacientes têm da tosse. Mas um aplicativo seria muito mais preciso. “É realmente fácil capturar a frequência da tosse do ponto de vista tecnológico”, diz ela. 

Fonte: Redação Byte
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade