PUBLICIDADE

Chromebook perde funcionalidade fora da internet; veja teste

O teclado dele também é um pouco difícil de adaptar-se no começo, assim como o seu touchpad

31 mai 2014 - 10h00
Ver comentários
Samsung Chromebook
Samsung Chromebook
Foto: Henrique Medeiros / Terra

O Samsung Chromebook é um PC com características de tablet. Ele é leve, pesa apenas 1,1  quilogramas tem tela 11.6 polegadas e mede 29 cm x 20 cm x 1,75 cm. Contudo, não consegue substituir um tablet ou notebook. No Brasil desde abril, o computador custa R$ 1.099. Ele possui sistema operacional Google Chrome OS, processador Samsung Exynos 5 de 1.7 GHz dual core, placa de vídeo integrada, 2 GB de memória DDR3, HD de 16 GB SSD, entradas HDMI, USB 2.0, USB 3.0, conexão wifi e leitor de discos SD/SDHC/SDXC.

Sem internet, ele perde grande parte de sua funcionalidade. Vale ressaltar que este computador funciona apenas com conexão wifi ou 3G, não há entrada para conexão por cabo - com isso tira outra característica de um aparelho do gênero, a liberdade para usá-los em outros espaços.

Tem como principal atrativo a velocidade no acesso à internet. Também deve se considerar como ponto positivo o fato que a bateria dura bem, quase um dia inteiro fazendo operações básicas (navegabilidade na rede e utilizando os aplicativos do aparelho). Ela ainda não esquenta muito, como acontece com os PCs comuns.

Seu design é atraente, com as bordas arredondas e superfície de alumínio - muito parecido com o Macbook Air e com o novo Surface 3 da Microsoft. Neste ponto, o Chromebook da Samsung leva vantagem, por ser bem mais barato do que os R$ 4 mil do computador da Apple Store brasileira.

Por ser um gadget com chancela do Google, o Chromebook da Samsung possui os principais aplicativos Gmail, Google Chrome, Pesquisa Google, Google Drive (planilhas, apresentação e texto) e Youtube.

Samsung Chromebook
Samsung Chromebook
Foto: Henrique Medeiros / Terra

Embora seja possível utilizar os aplicativos offline, só é possível entrar no sistema operacional depois de conectar a alguma conta do Google, sem isto ele não funciona - seria como um login de acesso - ou no modo visitante que é bem limitado.

O teclado dele também é um pouco difícil de adaptar-se no começo, assim como o seu touchpad que possui apenas uma tecla, ao contrário dos tracks comuns que possuem de duas a três teclas.

O Chromebook ainda não possui funções clássicas como “home”, “del”, “page up” e “page down”. Por outro sua digitação fica bastante funcional ao atrelar as teclas de interrogação, barra invertida e “°” com o “q”, “w” e “e”.

Outra atração no teclado são as funcionalidades no lugar dos clássicos “Fs” (do F1 ao F12). No computador da companhia sul-coreana fica mais fácil aumentar e abaixar volume, melhorar a iluminação da tela, utilizar os programas em tela grande, trocar de softwares (no lugar do clássico alt + tab) e voltar ou atualizar uma página.

Análise final
O Samsung Chromebook é ideal para quem fica conectado na internet 24 horas, sem se locomover muito. Como acontece em empresas, ao mobilizar-se para reuniões ou áreas com wi-fi. Inclusive, ele segue a tendência dos ultrabooks, ao não incluir em suas configurações leitor de DVD ou BluRay.

Já para os usuários que ficam na rua durante o dia, fazem tarefas mais pesadas, utilizam seus jogos e trabalham off-line, o Chromebook não é uma boa pedida. Ele fica muito limitado sem a internet, além disso, não é uma opção para substituir tablet ou PC, justamente por estar no meio termo dos dois gadgets. E ainda peca o fato que a tela não é touchscreen.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade