PUBLICIDADE

O que aconteceria com o corpo humano no espaço sem uma roupa de astronauta?

19 nov 2023 - 11h31
Compartilhar
Exibir comentários

Durante toda a história da humanidade, cerca de 600 pessoas tiveram a chance de circular na órbita espacial em torno do planeta. Dentre elas, apenas três - os cosmonautas Georgy Dobrovolsky, Vladislav Volkov e Viktor Patsayev - morreram após passar da linha Kármán, que é o limite do espaço. 

E uma dúvida peculiar sempre circulou entre nós: o que será que aconteceria com o nosso corpo caso ele fosse exposto ao vácuo do espaço sem uma roupa preparada para isso? O que sabemos sobre isso é apenas o que aparece na mídia de massa, como o cinema. Mas, neste texto, contamos a verdade sobre esta curiosidade!

O que aconteceria se nos expuséssemos ao vácuo do espaço sideral?

(Fonte: Getty Images)
(Fonte: Getty Images)
Foto:  GettyImages  / Mega Curioso

Diferente do que alguns filmes mostram (lembre, por exemplo, das cenas do clássico dos anos 1990, O Vingador do Futuro), não ficaríamos com olhos esbugalhados, com o corpo explodindo e gritando sem parar. 

Também não congelaríamos imediatamente caso resolvêssemos tirar o capacete no espaço, tampouco seríamos assados em poucos segundos pela energia do Sol. Nossa morte no espaço seria muito menos dramática e, com sorte, muito menos dolorosa do que costumamos imaginar.

Na verdade, o que provavelmente nos mataria se fôssemos ao espaço sem um traje espacial seria a falta da pressão atmosférica e a falta de oxigênio.

Como seria a nossa morte se ficássemos expostos no espaço?

(Fonte: Getty Images)
(Fonte: Getty Images)
Foto:  GettyImages  / Mega Curioso

Vejamos, primeiramente, o que ocorreria por conta da falta de oxigênio. Sem a pressão, os fluidos do corpo evaporariam em uma temperatura muito mais baixa. Assim, tudo que temos na superfície do organismo - como pele, boca e olhos - iria borbulhar rapidamente. 

A ausência de pressão também levaria à formação de bolhas nos fluidos corporais. Embora seja provável que a maior parte delas ocorresse na pele, a ebulição poderia também passar para o sangue, levando à ocorrência de uma embolia.

Ainda assim, o corpo não explodiria. Isso porque a nossa pele é bastante elástica, então é possível que ela inchasse até o dobro do tamanho normal antes de romper. Na muito afastada chance de que você se encontre um dia nessa situação, a dica é não prender a respiração. Por conta da descompressão, o ar nos pulmões pode se expandir e os órgãos se rompem.

Por consequência, a falta de oxigênio faz com que você perca a consciência em cerca de 15 segundos. Essa é a boa notícia: você permanece vivo por mais um minuto, mas pelo menos está inconsciente.

Caso um milagre aconteça e você seja resgatado, há outro fator a ser enfrentado: as consequências de ter sido exposto à radiação do sol. A luz ultravioleta vai causar queimaduras solares gravíssimas no seu corpo. É tão forte que o efeito é semelhante ao do raio-x: você terá seu DNA danificado e terá muito mais chances de desenvolver câncer no futuro.

Por isso, fica a dica: melhor passar longe de qualquer situação em que você fique nu no meio do espaço sideral!

Mega Curioso
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade