PUBLICIDADE

Explosão no Sol é a mais forte já registrada em 7 anos

Uma explosão de classe X 6.3 ocorreu no Sol nesta quinta-feira. O evento foi o mais poderoso já visto no ciclo atual da nossa estrela

23 fev 2024 - 12h48
(atualizado às 16h21)
Compartilhar
Exibir comentários

Os últimos dias foram agitados no Sol. Uma série de explosões da classe X, a mais forte de todas, aconteceram entre quarta-feira (21) e quinta (22) — a de maior intensidade foi classificada como X 6.3. Trata-se da explosão mais poderosa já vista no ciclo atual do nosso astro, sendo também a mais forte desde 2017, quando houve uma explosão da classe X 8.2.

Foto: NASA/GSFC/SDO / Canaltech

A primeira explosão aconteceu no dia 21, sendo classificada como X 1.8. As demais ocorreram no dia seguinte, com intensidade X 1.7 e X 6.3 e auge às 3h32 e 19h34, respectivamente. Não houve ejeções de massa coronal  (CME, na sigla em inglês) acompanhando as primeiras explosões, mas a terceira veio acompanhada de uma CME fraca.

As explosões solares são classificadas conforme a intensidade. As mais fracas são do tipo A, e não causam problemas perceptíveis na Terra; já as da classe X, as mais fortes, podem render blecautes de rádio em todo o mundo, causando também tempestades de radiação na atmosfera superior

Segundo a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA) e o Escritório de Meteorologia do Reino Unido, os eventos mais recentes não representam ameaças para a Terra. Apesar de usuários terem

relatado quedas de redes de celular nos Estados Unidos

na quarta-feira (22), cientistas apontam que o ocorrido não tem relação com a atividade solar.

Vale lembrar que estes e outros fenômenos não são uma surpresa. O Sol passa por ciclos de 11 anos e está seguindo rumo ao máximo, nome dado à etapa de maior atividade em seu ciclo. Por isso, é esperado que nosso astro apresente mais manchas, explosões e ejeções de massa coronal.

Fonte: Spaceweather

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade