1 evento ao vivo

Facebook endurece regras para anúncios políticos nos EUA

A gigante da mídia social está introduzindo um selo de "organização confirmada" para os anunciantes políticos

28 ago 2019
11h21
atualizado às 12h50
  • separator
  • 0
  • comentários

O Facebook está endurecendo suas regras de anúncios políticos nos Estados Unidos, informou a companhia nesta quarta-feira (28), exigindo novos requisitos para anúncios no site e no Instagram antes das eleições presidenciais dos EUA em novembro de 2020.

A gigante da mídia social está introduzindo um selo de "organização confirmada" para os anunciantes políticos dos EUA que exibem suas credenciais emitidas pelo governo para demonstrar sua legitimidade.

02/05/20132
REUTERS/Dado Ruvic
02/05/20132 REUTERS/Dado Ruvic
Foto: Reuters

Todos os anunciantes que publicam anúncios sobre questões políticas ou sociais também precisam postar suas informações de contato, mesmo que não estejam buscando o selo oficial.

Os anunciantes devem cumprir os requisitos até meados de outubro ou arriscar que seus anúncios sejam retirados do site.

Desde maio de 2018, o Facebook exige que anunciantes políticos nos Estados Unidos coloquem um aviso em seus anúncios informando quem pagou por eles. Mas a empresa disse que alguns utilizaram o aviso de maneira enganosa ou tentaram se registrar como organizações que não existiam.

"Em 2018, vimos evidências de uso indevido nesses avisos e, portanto, este é nosso esforço para fortalecer o processo", disse Sarah Schiff, gerente de produtos do Facebook.

Para obter um selo de "organização confirmada", os anunciantes devem enviar um número de identificação da Comissão Federal de Eleições, um número de identificação fiscal ou um domínio do site do governo que corresponda a um email oficial.

Veja também

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade