PUBLICIDADE

Kanye West entrará na justiça contra ex-funcionária que o acusa de assédio sexual

West negou com veemência as acusações de Lauren Pisciotta depois que ela entrou com um processo de assédio sexual contra ele nesta semana

5 jun 2024 - 14h27
(atualizado às 15h14)
Compartilhar
Exibir comentários

As recentes acusações de agressão sexual da ex-assistente do rapper Kanye West estão motivando o corpo jurídico do cantor a mover uma ação contra a reclamante Lauren Pisciotta.

West negou com veemência as acusações de Pisciotta depois que ela entrou com um processo de assédio sexual contra ele nesta semana.

Foto: Universal Music / The Music Journal

Além disso, Lauren Pisciotta, de 35 anos, acusou o rapper de quebra de contrato e injusta rescisão de emprego.

"Em resposta a essas alegações infundadas, Ye entrará com uma ação judicial contra a Sra. Pisciotta, que o perseguiu ativamente sexualmente para coagir emprego e outros benefícios materiais, e depois se envolveu em chantagem e extorsão quando seus avanços foram rejeitados", disse um representante jurídico de Kanye West em comunicado reproduzido ao site TMZ.

O advogado de West prosseguiu alegando que Lauren havia solicitado que ela recebesse uma série de itens de luxo durante seu tempo como funcionária da empresa de Kanye, incluindo bolsas de luxo e um carro esportivo Lamborghini.

Quando esses pedidos foram negados pelo rapper, segundo o advogado, Lauren tentou ameaçar West.

"É evidente que a Sra. Pisciotta aproveitou sua associação com Ye e sua empresa, e sua proximidade com ele, para buscar ganhos materiais, influência e emprego por meios inadequados", concluiu o comunicado.

The Music Journal The Music Journal Brazil
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade