PUBLICIDADE

Este é mais um dia

Não estamos em busca de favores, aplausos e elogios.

3 dez 2023 - 10h47
(atualizado às 12h56)
Compartilhar
Exibir comentários

Tenho dificuldades para encontrar algo novo a destacar no 3/12, Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, porque aqui esse é um tema diário.

Acredito e reafirmo que a maior barreira para a população com deficiência é transportar o debate sobre a nossa realidade para fora da nossa bolha e despertar a atenção e o interesse de quem nunca soube nada sobre isso.

Entre nós somos mutuamente aplaudidos, elogiados, referenciados e reverenciados, trocamos informações e conhecimento, produzimos materiais de alta qualidade, aprofundamos as discussões sobre acessibilidade, reforçamos a importância fundamental da educação e do trabalho para nossa autonomia e independência, sabemos muito bem o que é capacitismo.

Fora da redoma que ainda nos isola, quase não temos voz e a tal inclusão é uma benevolência, como se nossa presença fosse somente um brilho instalado como iluminação de Natal para mostrar que fazemos parte, mas só um pouquinho.

Não me satisfaz ficar cercado de espelhos, principalmente porque a discriminação e o preconceito são alimentados exatamente pela invisibilidade e se mostramos a cara como ela realmente é, imediatamente surge um pincel de maquiagem para nos tornar mais 'normais'.

O discurso superficial e infantilizado das redes sociais, com suas imagens emocionantes e publicações engracadinhas, tão superdimensionado atualmente, propagado inclusive por gente com deficiência preocupada unicamente com a própria imagem (e uma 'publi'), dissemina estereótipos e estigmas, enquanto a avaliação profunda e os temas espinhosos ficam no fundo da gaveta.

Este é mais um dia para reafirmar que não estamos em busca de favores, aplausos e elogios.

Estadão
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade