PUBLICIDADE

Entre jogos e conferências, confira o melhor da E3 2021

De conferências a títulos aclamados, reunimos o melhor da E3 2021, com anúncios inéditos e retornos triunfantes de franquias amadas

16 jun 2021 19h00
| atualizado às 19h00
ver comentários
Publicidade

Voltando do limbo de seu hiato causado pelo coronavírus, a Electronic Entertainment Expo deste ano foi em formato totalmente digital, com diversas empresas, desenvolvedoras e seus parceiros dividindo conferências pelos inúmeros dias do evento. Tenha você visto através dos streamings oficiais ou com os comentários de seus criadores de conteúdo favoritos, deve ter visto como tem coisa de sobra para se comentar.

Separamos, aqui, o melhor da E3 2021 - infelizmente, boa parte da magia das conferências, que incluem aparições inesperadas no palco e a animação da plateia se perdem com o elemento online, mas ainda há muita coisa boa, desde games até filmes e divertidas conferências gravadas. Pegue sua cadeira gamer mais confortável e vamos lá!

Mario + Rabbids: Sparks of Hope

Começando cronologicamente, a Ubisoft Forward, conferência da empresa canadense homônima, trouxe muita coisa envolvendo jogos já anunciados anteriormente, trazendo tanto trailers cinemáticos extras quanto gameplays inéditos. Uma das poucas reais novidades incluem a sequência do crossover mais inesperadamente divertido dos games: Mario + Rabbids.

A excentricidade do anúncio, no entanto, se deu por conta do vazamento do game poucas horas antes da conferência, então grande parte dos espectadores já sabia o que esperar. Fingindo surpresa ou não, no entanto, não há como não se deliciar com os cômicos trailers da franquia, e esperar pelas novidades que parecem estar inclusas no novo episódio da insana franquia, como a Rosalina Rabbid e os Sparks que dão nome ao jogo, que deve chegar no ano que vem.

Avatar: Frontiers of Pandora

Desta vez, invertemos as mídias de origem e destino: temos um jogo baseado em um filme. O sucesso de 2009 do diretor James Cameron, que ainda faturou a maior bilheteria mundial (sem correção inflacionária, vale ressaltar), ganhou um trailer cinemático muito bonito e a promessa de um game que trará uma história completamente original no mundo de Pandora.

Com o visual e o potencial que existe para explorar no universo da franquia, não podemos deixar de esperar um ótimo jogo - nos resta tentar calibrar as expectativas, já que não há mais nenhuma informação de gameplay de Avatar: Frontiers of Pandora nem nada do tipo por enquanto.

Devolver Digital Direct

O humor ácido e irreverente da Devolver Digital ganha não só a simpatia do público, mas também seu lugar no pódio do melhor da E3 2021.
O humor ácido e irreverente da Devolver Digital ganha não só a simpatia do público, mas também seu lugar no pódio do melhor da E3 2021.
Foto: Devolver Digital

Vamos mudar um pouco o escopo e falar, desta vez, de toda uma conferência. A desenvolvedora Devolver Digital, que já vinha fazendo apresentações insanas e muito cômicas em outras instâncias da E3, trouxe esse formato de novo na versão digital.

Em meio a apresentações pré-gravadas super engessadas e muitas vezes monótonas - a gente até entende, afinal, é o primeiro ano em que o evento se constrange somente às telas -, a conferência da Devolver foi um refresco maravilhoso com sua irreverência e criatividade. Não perdoando ninguém, o Direct sacaneou desde serviços de assinatura de jogos até NFTs, um dos assuntos badalados do ano.

É claro, a desenvolvedora anunciou e mostrou diversos jogos também, como Shadow Warrior 3, o belo Trek to Yomi e Phantom Abyss, mas o destaque vai para a apresentação como um todo, que certamente vai povoar nossa memória muito mais do que os games em si. Confira a Devolver Digital Direct completa logo abaixo:

Um GamePass para todos dominar

O serviço de assinatura da Microsoft é um dos maiores destaques da conferência da empresa, e certamente merece figurar na lista do melhor da E3 2021.
O serviço de assinatura da Microsoft é um dos maiores destaques da conferência da empresa, e certamente merece figurar na lista do melhor da E3 2021.
Foto: Microsoft

Indo para o segundo dia da E3, não dá para deixar de falar da conferência que (quase) todos consideram ter sido a melhor de todo o evento: a da Microsoft. A conferência em si teve muitos jogos interessantes, entre aparições inéditas e adições a games já conhecidos, mas a estrela do dia foi o GamePass. O serviço de assinatura, que engloba tanto o Xbox quanto o PC, tem aumentado seu escopo ano após ano, e desta vez a flexão de músculos ficou na enorme quantidade de jogos inclusos no serviço desde o dia 1 - ou lançamento. De 30 jogos mostrados na conferência, 27 poderão ser aproveitados desde o momento do lançamento.

O serviço padrão custa R$29,99 por mês (tanto a versão para PC quanto para Xbox), e a versão Ultimate, R$44,99, que inclui descontos especiais, mais jogos ainda e uma melhor experiência multiplayer. Abaixo, vamos passar rapidamente pelos títulos mais interessantes que chegarão ao serviço de assinatura (um "melhor do GamePass", digamos assim).

Starfield

Novo RPG da Bethesda, que fez uma conferência conjunta com a Microsoft, sua nova dona, Starfield teve seu primeiro trailer cinemático revelado. Apesar de não termos informações além disso e de um comentário da empresa de que o jogo será um "Skyrim no espaço", o trailer promete. Resta saber se todo esse hype vai valer a pena - sequer temos uma data de lançamento ainda.

Back 4 Blood

Para quem ficou órfão da franquia de jogos cooperativos de matar zumbis Left 4 Dead, a mesma desenvolvedora do clássico vem com este novo jogo, que parte da mesma premissa. Esperemos que as adições ao gameplay e à dinâmica do jogo o tornem mais divertido ainda do que os antecessores espirituais - o trailer parece mostrar isso mesmo, mas não há como saber com certeza sem jogar. Back 4 Blood chega em outubro deste ano.

The Outer Worlds 2

O RPG de ação da aclamada Obsidian conquistou o coração de muitos gamers, principalmente por levar ao espaço o gameplay dos criadores de Fallout: New Vegas, e agora vem mais dessa experiência por aí. Com pouca coisa além de um trailer cinemático de anúncio, pelo menos agora estamos preparados para uma eventual mostra de gameplay. Sem datas anunciadas, dá tempo de calibrar o marcapasso.

Battlefield 2042

Voltando aos grandes anúncios, temos o aparecimento do primeiro gameplay do recentemente anunciado Battlefield 2042, franquia queridinha da EA e da DICE que deu um pulo temporal neste último título, indo da Segunda Guerra mundial para o futuro. Com desastres naturais, armas e tecnologias futuristas e o retorno dos bots para não deixar as salas de partida vazias, a jogabilidade do próximo BF está bem interessante - e mais pé no chão do se imaginaria para um jogo ambientado duas décadas à frente. O novo game deve chegar em outubro - infelizmente não para o GamePass.

Halo Infinite

A franquia mais querida da Microsoft e do Xbox chegou com tudo em seu trailer de gameplay, trazendo coisas incríveis como uma jogada de gancho seguida do roubo de uma nave e, principalmente, gráficos mais bonitos - já que a última vez que o game deu as caras, o visual pouco polido de determinados elementos desagradou muito os fãs, gerando até memes pela comunidade gamer toda.

Os destaques para o próximo jogo da franquia Halo ficam com a história do jogo, que vem com alguns mistérios a serem descobertos, e a bela customização de armaduras mostrada no trailer. Halo Infinite deve lançar próximo ao natal deste ano, e também chega ao GamePass logo em seu lançamento.

Hooked on a feeling - Guardiões da Galáxia

A Square Enix também teve uma boa conferência - aos olhos dos fãs de seus jogos, principalmente - e veio dando bastante destaque à sua subsidiária ocidental, Eidos Montreal, ao dedicar grande parte do tempo ao game Marvel's Guardians of the Galaxy.

Bebendo bastante da fonte da franquia homônima dos cinemas, o jogo vem com um repertório infindável de piadas, uma mecânica de decisões que influenciam não só na história como também no relacionamento da equipe e um combate em terceira pessoa que permite, na pele do protagonista Peter Quill (ou Starlord), dar ordens aos colegas de time.

O jogo promete - afinal de contas, se não fosse o caso, ele não estaria nesta lista de melhores anúncios na E3 2021 - e deve chegar em outubro.

Strangers of Paradise: Final Fantasy Origin

Os fãs de Final Fantasy já esperavam, ávidos, mais informações sobre a prequela da franquia, e a Square não decepcionou: chegou não só um trailer de gameplay de Final Fantasy Origin, como também o anúncio de uma versão de demonstração ficando disponível logo ao fim da conferência.

Com muitas pessoas já jogando e dando seu feedback para um futuro lançamento do game, há muito potencial - e tempo para polir o combate, os modelos dos personagens, e tudo o mais que poderá transformá-lo em um grande jogo. A história, que como já falamos, se passa antes da história da franquia principal, ainda tem muito a trabalhar, mas já demonstra ser genuinamente instigante. O game deve sair no ano que vem.

Metroid Dread

Nesta terça, dia 15 de junho, a Nintendo fez sua Nintendo Direct e conseguiu empolgar seus fãs com sucesso - e com um jogo que já havia sido citado há mais de quinze anos. Originalmente planejado para o Nintendo DS, Metroid Dread foi cancelado à época, em 2005, por limitações técnicas, mas retorna triunfante em 2021, com o clássico gameplay 2D de plataforma.

Se tem uma coisa nostálgica que é bom ver de volta neste ano complicado, é um Metroid 2D. Novidades no gameplay incluem uma mecânica interessante de stealth, e mal podemos esperar para pôr as mãos na próxima aventura de Samus. O game deve lançar já em outubro deste ano.

Breath of the Wild 2: A Missão

 

Com mecânicas de movimentação novas, como a habilidade de Link de se embrenhar nos vãos da parede numa forma líquida, o jogo promete muito - mas, como a piada no título referencia, não há um subtítulo específico para a sequência, que até o momento é chamada apenas de Breath of the Wild 2. A previsão de lançamento da nova aventura em Hyrule é para o ano que vem, apesar de ter sido mostrado agora, no ano em que o primeiro jogo da franquia completa 35 anos.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade