PUBLICIDADE

Microsoft não vai abandonar mídia física no Xbox

Phil Spencer desmente rumores de que Microsoft vai abandonar mídia física, mas relembra que o custo de mantê-las no Xbox segue cada vez mais alto

21 fev 2024 - 16h04
(atualizado às 18h37)
Compartilhar
Exibir comentários

O presidente da Microsoft Studios, Phil Spencer, decidiu colocar um ponto final nos rumores e deixou claro que a empresa não vai abandonar a mídia física no Xbox, garantindo que os jogadores continuarão comprando seus jogos em disco como sempre fizeram. 

Foto: Durval Ramos/Canaltech / Canaltech

Em entrevista ao site Game File, o executivo buscou acalmar os ânimos da comunidade que há semanas se preocupa com o futuro da marca e as possíveis mudanças no seu modelo de negócio. Contudo, segundo ele, a Xbox vai continuar atendendo as necessidades de seus jogadores e apoiando aquilo que for melhor para os jogadores.

Segundo Phil Spencer, Microsoft não vai abandonar os jogos físicos, mas acompanhar o que o consumidor quer (Imagem: Divulgação/ Microsoft)
Segundo Phil Spencer, Microsoft não vai abandonar os jogos físicos, mas acompanhar o que o consumidor quer (Imagem: Divulgação/ Microsoft)
Foto: Canaltech

Aliás, essa foi a tônica de toda a conversa de Spencer, que destacou a importância de manter um equilíbrio para atender os diferentes perfis de consumidores. "Apoiamos a mídia física, mas não temos a necessidade de impulsioná-la de forma desproporcional à demanda do público", diz. "Lançamos jogos física e digitalmente, sempre acompanhando o consumidor".

Os rumores sobre esse foco no digital assombram a Microsoft já há algum tempo. Desde o início da geração anterior, quando ventilou-se a possibilidade de que o Xbox One exigiria conexão constante para rodar seus jogos, especula-se que a empresa tenta priorizar a venda de jogos pela Xbox Store ao invés do tradicional varejo. Além disso, a fabricante tambem passou a apostar em versões dos seus consoles sem leitor de disco, como o próprio Xbox Series S reforçou na atual geração. Isso sem falar, é claro, da importância do Game Pass em sua estratégia geral.

Para o chefão do Xbox, o que está acontecendo no momento é que a maior parte dos jogadores da plataforma estão preferindo comprar seus jogos no formato digital e que, por isso, a Microsoft está se voltando mais para eles. Só que isso não significa, segundo ele, um abandono dos bons e velhos discos. 

Videogames são os últimos aparelhos com leitor de disco na casa dos consumidores e isso tem um custo, lembra SPencer (Imagem: Divulgação/Microsoft)
Videogames são os últimos aparelhos com leitor de disco na casa dos consumidores e isso tem um custo, lembra SPencer (Imagem: Divulgação/Microsoft)
Foto: Canaltech

Ao mesmo tempo, Spencer lembra que a ideia de um hardware com suporte a mídia física é algo que vem caminhando para se tornar obsoleta — e que há um custo em torno disso. "Os próprios videogames se tornaram o último dispositivo com leitor de disco na casa dos consumidores", pontua. "E isso se torna um problema em termos de fabricantes que ainda estão produzindo esses drivers e o custo relacionado a tudo isso". Afinal, com menos fornecedores e menos pessoas para comprar, o preço desses componentes tende a aumentar.

Assim, o que Phil Spencer quer dizer é que o Xbox não está abandonando o formato físico, mas que seria uma boa ideia se os jogadores fizessem isso em breve. "Nossa estratégia não depende de as pessoas migrarem para o digital e também não passa por se livrar da mídia física", reforça o executivo.

Fonte: Game File

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade