PUBLICIDADE

Final Fantasy 7 Rebirth | 5 jogos que influenciaram o novo capítulo

O novo Final Fantasy tem muito do game original, mas também se deixou influenciar por outros títulos bem interessantes

7 fev 2024 - 20h01
(atualizado em 8/2/2024 às 11h55)
Compartilhar
Exibir comentários

Final Fantasy 7 Rebirth é um dos jogos mais aguardados de 2024, dando continuidade ao projeto da Square Enix de recontar a história do clássico de 1997, trazendo algumas novidades bem interessantes. Ainda que seja bastante similar à primeira parte do remake e do próprio original, alguns elementos de Rebirth parecem bastante inspirados em outros títulos do mundo dos games.

Foto: Divulgação/Square Enix / Canaltech

Seguindo aquela máxima de "nada se cria, tudo se copia", o time da Square Enix que trabalhou em FF7 Rebirth conseguiu entender o que funcionava em outros jogos e que poderia trabalhar na nova parte do remake, com alguns títulos inesperados para quem gosta de RPGs japoneses.

5. Kingdom Hearts

Kingdom Hearts claramente é uma inspiração para o remake de Final Fantasy 7 e sua segunda parte, Rebirth, começando pelo fato de que Tetsuya Nomura criou a franquia de RPG da Square Enix e Disney, e trabalha como diretor criativo do novo game. Porém, basta verificar o dinamismo nos combates e a maneira como os "turnos" funcionam para notar as similaridades entre as duas séries.

Bem mais parecidos do que se imagina (Imagem: Reprodução/Square Enix)
Bem mais parecidos do que se imagina (Imagem: Reprodução/Square Enix)
Foto: Canaltech

Isso já era bastante presente na primeira parte do Remake, mas FF7 Rebirth deixa isso ainda mais forte, principalmente com as novidades adicionadas ao gameplay, como habilidades de sinergia, criação de itens e "folios", grandes livros com árvores de skills que podem ser destravados pelo jogador.

4-3. Far Cry e Assassin's Creed

A ideia de que jogos como Far Cry e Assassin's Creed possam ser influências para Final Fantasy 7 Rebirth parece loucura, mas faz muito sentido quando é colocado em mente as novidades relacionadas à exploração do mapa do game.

Vai ter que caçar torres em Final Fantasy 7 Rebirth também (Imagem: Reprodução/Square Enix, Ubisoft)
Vai ter que caçar torres em Final Fantasy 7 Rebirth também (Imagem: Reprodução/Square Enix, Ubisoft)
Foto: Canaltech

Ainda que o game tenha seu mundo dividido em áreas, o cenário de mundo aberto existe e é grandioso, com várias atividades escondidas conforme você avança por ele. Para que essas atividades e outros elementos sejam revelados, é necessário que você conecte torres espalhadas pelo mapa a satélites.

Apesar de isso ser extremamente comum hoje em dia em games desse tipo, a Ubisoft foi pioneira ao popularizar as "torres para liberar mapa" nos videogames. É uma mecânica que inegavelmente funciona e agora tem mais um novo título que a utiliza para provar a sua eficácia.

2-1. Persona e Like a Dragon: Infinite Wealth

As séries de RPG lançadas pela Sega, Persona e Like a Dragon, têm em comum a ideia de que os relacionamentos entre os personagens podem mudar completamente a forma como as histórias e os combates podem ser desenvolvidos.

A série da Atlus é bastante conhecida por usar Social Links, uma mecânica em que a personagem principal precisa se relacionar através de atividades ou diálogos com outros personagens. Fazendo isso, é possível destravar poderes, informações sobre a trama ou simplesmente deixar o desenvolvimento da trama bem mais profundo. Isso está presente até mesmo no recente Persona 3 Reload.

Se relacionar com os personagens é importante daqui para frente (Imagem: Reprodução/Atlus, Square Enix)
Se relacionar com os personagens é importante daqui para frente (Imagem: Reprodução/Atlus, Square Enix)
Foto: Canaltech

Like a Dragon Infinite Wealth, jogo mais recente da franquia criada pelo Ryu Ga Gotuku Studios, segue um caminho similar, permitindo que ao se relacionar com companheiros de time, Ichiban e Kiryu possam deixá-los mais próximos e com mais chance de causar mais dano durante os combates.

Em Final Fantasy 7 Rebirth, foi introduzido um novo sistema de diálogos em que você pode escolher a resposta que Cloud dará, mudando como os outros personagens reagem a ele. Também é possível realizar algumas atividades que deixam os heróis mais próximos, o que pode ajudar no desenvolvimento das habilidades de sinergia, além de influenciar momentos da história, como o par que é levado para o Golden Saucer.

Mesmo com todas essas influências, a Square Enix promete ainda mais novidades para o jogo, reforçando a ideia de ele ser um dos maiores lançamentos de 2024.

Final Fantasy 7 Rebirth será lançado no dia 29 de fevereiro, para PS5.

Trending no Canaltech:

Canaltech
Compartilhar
Publicidade
Publicidade