PUBLICIDADE

Vôlei

Oposto Kauan Jaques projeta experiência na Superliga: 'Absurda'

Reforço do Joinville para a temporada 2024/2025, o oposto Kauan Jaques comemora um importante passo na carreira. Destaque da conquista da Superliga B com o Saneago Goiás Vôlei, em abril, o atacante de 23 anos alcançou valorização no mercado e terá a oportunidade de disputar a elite do voleibol nacional. O atleta diz estar pronto […]

26 mai 2024 - 12h42
(atualizado às 12h42)
Compartilhar
Exibir comentários
Kauan Jaques, oposto do Joinville
Kauan Jaques, oposto do Joinville
Foto: Esporte News Mundo

Reforço do Joinville para a temporada 2024/2025, o oposto Kauan Jaques comemora um importante passo na carreira. Destaque da conquista da Superliga B com o Saneago Goiás Vôlei, em abril, o atacante de 23 anos alcançou valorização no mercado e terá a oportunidade de disputar a elite do voleibol nacional. O atleta diz estar pronto para viver uma experiência ainda mais enriquecedora e que considera a mais relevante de sua carreira até agora.

Natural de Campinas (SP), Jaques vem em ascensão nos últimos anos em busca de espaço para mostrar seu talento. Diante da mais recente chance, ele enumera os fatores positivos que o atraíram no projeto catarinense, como a competitividade e a convivência com grandes profissionais dentro e fora de quadra. O Joinville será comandado por Rubinho, assistente técnico do multicampeão Bernardinho na Seleção Masculina. 

"A oportunidade de jogar no Joinville é absurda para mim. Quando eu recebi a mensagem do meu empresário, Lorena, falando que o time tinha interesse em contar comigo, foi uma felicidade enorme. Eu nem consegui acreditar. É uma equipe muito forte, uma potência, e terá um grande treinador. Eu não tinha como recusar. Vai ser ótimo para o meu desenvolvimento. Vou dar o sangue para alcançarmos nossos objetivos e brigarmos lá em cima na tabela", conta Jaques, em entrevista ao Team GM, empresa responsável pela gestão de sua carreira. 

O jogador iniciou a carreira na base do Vôlei Renata (SP), antes de defender São José dos Campos (SP), Vila Nova (GO), Palmas (TO) e São Mamede (POR), além do Saneago Goiás (GO), onde jogou em 2021/2022 e 2023/2024. Em Portugal, foi o quarto maior pontuador da temporada 2022/2023. A Europa também lhe presenteou com uma maior frequência de jogos e partidas mais intensas.

"Estou alcançando minhas metas. Uma delas era poder jogar por um time grande na Superliga. Comecei o meu desenvolvimento no Vôlei Renata, depois fui para o São José dos Campos, onde fui vice-campeão paulista. Depois, continuei crescendo e adquiri muita bagagem em Portugal. Foi lá que eu entendi que eu era capaz de carregar o piano, de lidar com a pressão de jogar bem. Correspondi e trouxe uma experiência boa. Voltei melhor para o Saneago Goiás, onde consegui cumprir os objetivos pessoais e coletivos do grupo", conta o oposto.

Ciente de que a próxima temporada reserva missões ainda mais difíceis, Kauan Jaques leva uma importante lição vivida na capital goiana, para onde retornou no ano passado, desafiado a ser uma das referências do time esmeraldino: a força do coletivo pode decidir um título. 

"A conquista da Superliga B Bet7k foi de suma importância para minha carreira, tanto pessoal quanto profissional. O objetivo era o acesso à Superliga A, mas o time foi muito forte, se conectou e acabamos ficando com o título, o que premiou nossa temporada batalhadora de todos nós", concluiu.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade