PUBLICIDADE

Thiago Monteiro joga bem, mas perde e está fora de Wimbledon

5 jul 2017 14h03
| atualizado às 14h48
ver comentários
Publicidade

Thiago Monteiro surpreendeu as expectativas e, nesta quarta-feira, não entregou a "baixo custo" a classificação a Karen Khachanov. Em jogo válido pela segunda rodada de Wimbledon, vitória por 3 sets a 1 do russo, parciais de 3/6, 7/6 (7/5), 7/6 (7/3) e 7/5. Estreante no torneio, o brasileiro fez o tenista adversário precisar de dois tie-breaks e 3h13 para conseguir avançar. Agora, Khachanov espera o vencedor do duelo entre o espanhol Rafael Nadal, número 4 do mundo, e o norte-americano Donald Young.

Thiago Monteiro, de 23 anos, é o atual número 100 do ranking da ATP
Thiago Monteiro, de 23 anos, é o atual número 100 do ranking da ATP
Foto: Reuters

No primeiro set, Thiago Monteiro mostrou-se bem e conseguiu quebrar o serviço do adversário em um momento-chave, abrindo 4/2. Em seguida, manteve o bom ritmo e fechou em 6/3 em rápidos 29 minutos.

Confiante, o cearense abriu o segundo set quebrando o serviço do cabeça de chave 30 e saiu em vantagem de 2/0. Após liderar novamente por 4/2, viu o russo errar menos e reagir no duelo: Khachanov se recuperou, igualou e virou o set no tie-break, 7/6 (7/5).

Embora equilibrado, a terceira etapa do jogo também terminou com vantagem do russo. Com ambos confirmando seus respectivos serviços, o jogo foi para o tie-break. Na disputa, Khachanov foi eficiente e fechou com facilidade, 7/6 (7/3).

No quarto set, mais um de muita igualdade entre os tenistas, o número 34 do mundo foi decisivo, converteu seus serviços com facilidade e quebrou o último saque de Thiago Monteiro para avançar na competição.

Mais cedo, o japonês Kei Nishikori, nono do ranking da ATP, venceu o ucraniano Sergiy Stakhovsky por 3 sets a 1, parciais de 6/4, 6/7 (7/9), 6/1 e 7/6 (8/6), em jogo de 3h19, e classificou-se à próxima fase do torneio. Outro a avançar para a terceira fase é o francês Tsonga, que venceu o italiano Simone Bolelli por 3 sets a 0, parciais de 6/1, 7/5 e 6/2.

Nadal chegou para ficar: décima Roland Garros conquistada:
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade