PUBLICIDADE

Sem medalhas, mas com recorde e vaga olímpica, Brasil tem bom dia no Mundial de Natação

Nadadores brasileiros batem na trave de subir ao pódio em duas provas

11 fev 2024 - 21h18
Compartilhar
Exibir comentários

Apesar de não ter conquistado nenhuma medalha, o Brasil teve um bom domingo (11) no Mundial de Natação, em Doha, no Qatar. Entre as mulheres, Maria Fernanda Costa e Gabrielle Roncatto ficaram, respectivamente, em 4º e 5º lugares na final dos 400m livre. Na disputa masculina da mesma prova, Guilherme Costa terminou na 4ª colocação. Por fim, o revezamento 4x100m livre feminino ficou em 6º e garantiu vaga nos Jogos Olímpicos de Paris.

Foto: Lance!

O Brasil nunca havia chegado à final mundial dos 400m livre feminino. Logo na primeira oportunidade, as brasileiras fizeram bonito e bateram na trave de conseguir o pódio - ambas chegaram a ocupar o top-3 durante a primeira metade da prova. Após bater o recorde sul-americano ainda na eliminatória, Mafê quebrou a própria marca ao finalizar a decisão com o tempo de 4m02s86. Erika Fairweather (3m59s44), Li Bingjie (4m01s62) e Isabel Gose (4m02s39) formaram o pódio.

Destaque dos Jogos Pan-Americanos, Guilherme Costa manteve a regularidade que tem apresentado durante o ciclo olímpico. O Cachorrão, como é conhecido, repetiu o quarto lugar do Mundial de Fukuoka, em 2023. Na competição anterior (Budapeste 2022), ele havia sido bronze nos 400m livre. Na final deste domingo, o brasileiro obteve o tempo de 3m44s22, ficando atrás de Woomin Kim (3m42s71), Elijah Winnington (3m42s86) e Lukas Martens (3m42s96).

No revezamento 4x100m feminino, o quarteto brasileiro formado por Ana Vieira, Stephanie Balduccini, Maria Fernanda Costa e Aline Rodrigues terminou em 6º, igualando o melhor resultado do país em Mundiais e assegurando a vaga nas Olimpíadas.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Publicidade