Logo do

São Paulo

Meu time

Pato sobre SP: "Não devia ter confiado em algumas pessoas"

O jogador de 31 anos revelou que não sente mágoa do clube

6 abr 2021
11h02 atualizado às 14h22
0comentários
11h02 atualizado às 14h22
Publicidade

O atacante Alexandre Pato, atualmente no Orlando City, falou sobre o período de sua saída do São Paulo, que se concretizou em agosto de 2020. O jogador de 31 anos revelou que não sente mágoa do clube e que "não deveria ter se aberto para confiar em algumas pessoas".

Pato não marca desde o dia 10 de agosto, contra o Santos, no Morumbi (Foto: Rubens Chiri/São Paulo)
Pato não marca desde o dia 10 de agosto, contra o Santos, no Morumbi (Foto: Rubens Chiri/São Paulo)
Foto: Gazeta Esportiva
"A minha decisão (de deixar o São Paulo) não foi fácil, mas me ajudou muito a desenvolver algumas coisa que eu poderia ser melhor como pessoa. Eu acreditei, entreguei meu trabalho para algumas pessoas e elas não contribuíram, mudaram esse caminho e não fiquei feliz. Senti que não deveria ter me aberto tanto pra confiar em algumas pessoas. Era algo de sentimento, vi que minha saída era melhor para mim e para o São Paulo, que teve suas vitórias mas acabou não ganhando o que queria ganhar", disse o atacante ao Arena SBT.

O atleta também falou sobre uma possível mágoa do clube tricolor. Alguns tweets seus 'viralizaram' em dias de jogo da equipe, gerando dúvidas se seria alguma espécie de provocação. "A rede social dá muita voz, quem quer criar confusão cria. Eu sempre coloquei 'bom dia', 'boa noite' e todo mundo achava que tinha algo. Mas minha saída do São Paulo foi uma decisão minha, então não tenho mágoa do clube. Eu voltei para o São Paulo abrindo mão de uma grande parte financeira e saí também abrindo mão de muito dinheiro", disse Pato.

Ainda logo após sua saída do Morumbi, surgiram rumores de um possível problema de relacionamento com o Daniel Alves, experiente e um dos líderes do São Paulo. Pato desmentiu, afirmando que Daniel é "excepcional". "Nunca tive 'treta' com ninguém. Nos conhecemos desde as primeiras convocações na Seleção, nunca tive problema com o Dani, ele é um cara excepcional".

Pato aproveitou para falar do seu atual momento no Orlando City e explicou porque decidiu jogar nos Estados Unidos. O atacante afirmou que recebeu várias propostas antes de tomar sua decisão. "Foi um momento de muita espera, muito pensamentos, sobre quais seria meus novos objetivos, muitas coisas aconteceram depois que eu deixei o São Paulo. Não teve nada do Flamengo, nada do Milan, o Inter sim chegou a rolar conversas que não foram pra frente… Alguns times da Europa, da Ásia, do Catar… Alguns do futebol argentino, mas foi um tempo de aprendizado, de muita espera. Parei por vontade minha, esperei pra decidir. Junto com a minha família optei pelo melhor lugar pra se viver e o melhor clube. Quando apareceu o Orlando, me passaram as condições e após seis meses tomei essa decisão. Queria um lugar bom pra se viver, o Orlando é um clube muito organizado e creio que tomei a melhor decisão".

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade