PUBLICIDADE
Logo do São Paulo

São Paulo

Favoritar Time

Diretoria e jogadores do São Paulo xingam e vão para cima da arbitragem no Choque-Rei

Tricolor empatou com o Palmeiras no Choque-Rei

4 mar 2024 - 08h33
Compartilhar
Exibir comentários

A delegação do São Paulo ficou revoltada com a arbitragem no clássico com o Palmeiras, e tanto membros da diretoria quanto jogadores do elenco foram contidos pela Polícia Militar nos corredores do MorumBIS.

Foto: Lance!

Segundo a súmula do árbitro Matheus Candançan, o presidente do São Paulo, Júlio Casares, e o diretor de futebol, Carlos Belmonte, xingaram a equipe de arbitragem. Após o clássico, o mandatário são-paulino detonou a Federação Paulista de Futebol pela escolha do árbitro e também criticou o comportamento do técnico Abel Ferreira à beira do gramado.

- Informo que ao final da partida a equipe de arbitragem foi interceptada no túnel que dá acesso ao vestiário dos árbitros, por diversos dirigentes e atletas do São Paulo FC. Foi proferido as seguintes palavras pelos dirigentes Fernando Bracalle Ambrogi, Carlos Belmonte Sobrinho, Julio César Casares, 'safados, que pênalti foi esse, sem vergonhas, filhos da p…, vai tomar no c., você não vai ficar em paz, desgraçados, o Abel apitou o jogo hoje - relatou o árbitro.

O lateral Rafinha e o atacante Wellington Rato, não relacionados para o clássico, também xingaram e tentaram partir para cima da arbitragem, que precisou recorrer à proteção da PM.

- Foi identificado também os Atletas não relacionados para a partida Sr. Márcio Rafael Ferreira de Souza (nota da redação: Rafinha), proferindo as seguintes palavras contra a esquipe de arbitragem 'Vai tomar no c., como dá um penalti desse, safado, você nunca mais vai apitar aqui', e o Sr. Wellington Soares da Silva (nota da redação: Wellington Rato), proferindo as seguintes palavras contra arbitragem " safado, vai tomar no c., filho da p…'. Informo ainda que foi necessária a intervenção do policiamento local com escudos, para retirada das pessoas acima mencionadas - escreveu o árbitro na súmula do Choque-Rei.

O São Paulo reclama de dois lances: a não expulsão de Richard Ríos em lance com Pablo Maia, e um pênalti não marcado de Piquerez sobre Luciano.

O Tricolor volta a campo no domingo (10), contra o Ituano, pela rodada final da fase de grupos do Paulistão

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Publicidade