PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Favoritar Time

Ceni vê decisão aberta e pede força ao São Paulo na Conmebol após três expulsões

Treinador elogia atuação da equipe na vitória por 4 a 2 fora de casa sobre a Universidad Católica, pela Sul-Americana, mas cobra representatividade na entidade

1 jul 2022 - 08h53
(atualizado às 08h53)
Ver comentários
Publicidade

Rogério Ceni elogiou bastante o time da Universidad Católica após a vitória são-paulina por 4 a 2 em Santiago na ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Disse que a decisão está indefinida, mas cobrou mais representatividade do time na Conmebol após ter três jogadores expulsos.

O treinador evitou críticas pesadas ao uruguaio Christian Ferreyra temendo se tornar mais um desfalque no já remendado time para o jogo da volta, dia 7 de julho, no Morumbi. Mesmo assim, questionou algumas atitudes do árbitro.

"Você não pode atacar com três jogadores a menos. Não podemos falar em arbitragem, mas temos que repensar. Temos que ter mais força na Conmebol. Lembro que antes tínhamos mais força, agora não temos e sofremos muito", disparou. E não parou por aí.

"No final do jogo, o árbitro beija os jogadores (da Católica), é possível, é respeitoso, mas não sei. Três expulsos pela nossa equipe. Abraços e beijos. Um dos nossos membros da comissão técnica perguntou-lhe algo e ele disse-lhe: 'não te respondo'", desconfiou pelo excesso de rigor apenas com jogadores do time brasileiro.

O São Paulo joga no domingo em Goiânia, diante do Atlético-GO, pelo Brasileirão, mas a cabeça não sai do confronto com os chilenos. E na visão de Ceni, engana-se quem já coloca o São Paulo nas quartas de final.

"A Católica é uma grande equipe, não é uma equipe qualquer, tem tradição. Um time como o nosso, que busca sempre vencer. Saímos felizes pelo que deixamos em campo para alcançar a vitória, porém a série não está fechada", enfatizou Ceni. "Há uma vantagem, mas temos que focar na vitória no próximo jogo para avançar para as quartas de final."

Estadão
Publicidade
Publicidade