PUBLICIDADE

Lutas

Jared Cannonier dispara contra decisão de árbitro no UFC Louisville

Jared Cannonier foi um dos protagonistas da luta principal do UFC Louisville, no último final de semana. Mas sua derrota para Nassourdine Imavov teve ares de forte polêmica

11 jun 2024 - 22h57
(atualizado às 22h57)
Compartilhar
Exibir comentários
Jared Cannonier na pesagem do UFC Louisville
Jared Cannonier na pesagem do UFC Louisville
Foto: Divulgação/Instagram Oficial UFC / Esporte News Mundo

Jared Cannonier foi um dos protagonistas da luta principal do UFC Louisville, no último final de semana. Mas sua derrota para Nassourdine Imavov teve ares de forte polêmica por conta de uma atitude do árbitro Jason Herzog.

Herzog foi bastante criticado por encerrar a luta de forma prematura na visão de muitos. Quando o russo fez a sequência de socos que lhe rendeu o nocaute, Cannonier parecia aparentemente ainda consciente e com chance de se defender dos golpes do adversário no momento em que o árbitro paralisou a luta.

E, na visão do americano, tal momento praticamente lhe 'roubou' a chance de vencer a luta e reaparecer bem na briga pelo cinturão dos médios. Em entrevista ao programa 'The MMAHour', o lutador disparou contra tal atitude e afirmou que o lance lhe 'cortou o coração' ao revê-lo após o combate.

- Quando aconteceu (a interrupção da luta) foi de cortar o coração, para dizer o mínimo. Levou um tempo para me recuperar e poder assistir à luta e reviver aquilo tudo de novo. Foi realmente de cortar o coração. Me pareceu que a oportunidade para mim conseguir coisas boas me foi roubada naquele momento - disse Cannonier

- Não me parece que perdi a luta, mas sim que a tiraram de mim, A oportunidade da perseveração, o que é algo que tenho feito nas minhas lutas, e continuar e fazer uma luta bia. Falar que foi de cortar o coração me parece subestimar isso - completou o americano.

E todo o clima causado pela conturbada derrota faz o americano pedir para que o Ultimate lhe arranje a chance de uma revanche com Imavov. O palco até mesmo já existe na mente do veterano peso-médio: Paris, onde o UFC deve realizar evento no segundo semestre, por volta de setembro.

- Quero uma revanche (com o Imavov). O UFC deve ir a Paris em setembro e eu gostaria de ir até a casa do Nassourdine e tentar fazer certo. Ele vai ter a vantagem em casa, ninguém vai ficar cantando 'USA, USA'. Eu gostaria de corrigir isso. É algo que quero, que a revanche seja em Paris. Ele veio até aqui (os EUA), então gostaria de ir até lá - afirmou Cannonier.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade