PUBLICIDADE

Importância do cálcio na manutenção e no ganho muscular

Manutenção, ganho de massa muscular e performance: ligação com cálcio na alimentação

5 ago 2021 19h40
ver comentários
Publicidade

O cálcio é um nutriente essencial para a promoção e manutenção da saúde, bem-estar físico, mental e melhor desempenho esportivo. É o mineral mais abundante no organismo e conhecido pela sua importância na formação dos ossos e dentes, mas, sua atuação vai além, participando da coagulação sanguínea, metabolismo intracelular, transmissão de impulsos nervosos, funções cardíacas e contração muscular. Logo, toda a prática esportiva só é possível devido à presença do cálcio nas fibras musculares.

Todo cuidado com o condicionamento físico (Ernesto Eslava/Pixabay/Divulgação)
Todo cuidado com o condicionamento físico (Ernesto Eslava/Pixabay/Divulgação)
Foto: Lance!

Para entender melhor sobre essa relação direta entre o cálcio e a contração muscular, a nutricionista Alessandra Luglio, explica que os músculos responsáveis pela locomoção, movimento e força, chamados de músculos estriados esqueléticos, possuem contração vigorosa e ações voluntárias, ou seja, seus movimentos obedecem a nossa vontade, como é caso dos músculos das pernas, dos pés, das mãos e dos braços.

- Os movimentos só são possíveis devido à capacidade dos músculos de se contrair, e esses músculos são compostos por centena de milhares de células alongadas, chamadas de fibras musculares. Cada fibra contém proteínas contrateis chamadas de miosina e actina. A contração acontece quando as fibras musculares são ativadas com a tendência de se encurtarem. E quem faz isso é o cálcio, presente no interior das células musculares, que dispara uma série de eventos moleculares que levam à interação entre a miosina e a actina, promovendo a contração e executando o movimento desejado - explica Luglio.

Cálcio e o ganho de massa muscular

A nutricionista destaca que a manutenção, o ganho de massa muscular e a performance nos treinos estão relacionados à oferta adequada de cálcio na alimentação, além de outros nutrientes e a baixa ingestão de cálcio pode prejudicar o desempenho esportivo.

- Quando sua reserva não é mantida na quantidade adequada, podem ocorrer espasmos musculares, cãibras, perda de massa magra e osteopenia (perda de massa óssea). E se mantida uma rotina de treino com uma dieta pobre em cálcio, o corpo começa a retirar esse mineral dos ossos para a realização de reações intracelulares, causando uma desmineralização óssea que contribui para o enfraquecimento dos ossos podendo gerar fraturas e lesões - ressalta.

Fontes de cálcio

Ainda de acordo com Alessandra Luglio, em uma dieta à base de plantas, o cálcio está disponível principalmente em alimentos como vegetais verde-escuros (brócolis, couve, rúcula, etc), oleaginosas e sementes (com destaque para o gergelim, tahine e a amêndoas), tofu (quando enriquecido com cálcio), ervas, condimentos e alimentos fortificados como as bebidas vegetais.

- Um equívoco comum é acreditar que só se consegue obter boas quantidades de cálcio através do leite animal e seus derivados. Há uma infinidade de leites vegetais fortificados e com nutrientes equivalentes ao leite de vaca. Para essas pessoas que não abrem mão de ter a presença do leite na dieta, vale investir nas bebidas de origem vegetal como da Foodtech Possible, que chegou ao mercado com a campanha "Viver sem leite é Possible". Além de serem fortificados com cálcio para atender as demandas nutricionais necessárias, todos os ingredientes utilizados são orgânicos, de fontes naturais e livres de glúten - finaliza a nutricionista.

Lance!
Publicidade
Publicidade