0

Marcelo quer enfrentar o Grêmio no Mundial: "Seria Incrível"

12 dez 2017
09h07
atualizado às 09h23
  • separator
  • comentários

Desde que chegou ao Real Madrid, o lateral esquerdo Marcelo já disputou dois mundiais de clubes. Campeão nas duas oportunidades, o jogador nunca teve a chance de encarar um clube brasileiro no torneio. Porém nesta temporada, isso tem boas chances de mudar, já que a decisão mais esperada da competição é o clube espanhol contra o Grêmio.

Foto: Reuters

Na primeira oportunidade em que disputou o Mundial, em 2014, Marcelo teve na decisão um duelo contra o San Lorenzo, da Argentina, vencido pelo 2 a 0. No ano passado, os merengues poderiam ter pela frente o Atlético Nacional, porém a decisão foi diante dos japoneses do Kashima Antlers, com uma nova vitória do Real Madrid, desta vez por 4 a 2.

Em entrevista para o site da Fifa, o lateral não escondeu a animação de poder ter pela frente um clube de seu país numa decisão do Mundial de Clubes. "Estou orgulhoso com o fato que o lado brasileiro conseguiu vencer a final da Libertadores, que é uma competição muito difícil, e se classificar para o Mundial de Clubes também. Jogar contra o Grêmio na final seria realmente muito emocionante. Seria incrível", considerou.

Apesar da euforia para uma possível decisão contra uma equipe compatriota, o experiente jogador faz questão de lembrar que os dois clubes precisam passar por uma semifinal bastante complicada antes. "Temos que pensar na semifinal antes para vencê-la e só depois pensar na decisão. Nós queremos vencer o Mundial, é um torneio importante, mas nós sabemos que temos que jogar uma partida de cada vez. É preciso respeitar todos os times, como eles nos respeitam, e dar tudo para conseguir ganhar o título", avaliou Marcelo.

Outra questão que o brasileiro faz questão de apagar é fato dos clubes europeus não dar tanta a atenção para este torneio. O atleta ainda cita que não existe uma motivação extra por ter a chance de igualar o rival Barcelona como o maior campeão deste novo formato da competição.

"É um desafio. No entanto a possibilidade de igual o Barcelona com três conquistas não passa pela nossa cabeça. Não olhamos para outros clubes, pensamos apenas no que nós temos que fazer", completou.

Veja também

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade