0
Logo do Libertadores
Foto: terra

Libertadores

Morumbi supera Maracanã e tem recorde de público de 2015

7 mai 2015
00h26
atualizado às 01h02
  • separator
  • comentários

A vitória do São Paulo sobre o Cruzeiro , nesta quarta-feira, registrou público recorde do futebol brasileiro até aqui em 2015. Ao menos contando não apenas os pagantes. Ao todo, 66.369 pessoas foram ao Morumbi para ver a primeira partida das oitavas de final da Copa Libertadores .

O maior público até então havia sido da final do Campeonato Carioca - no último domingo, um total de 66.156 presentes (dos quais 58.446 pagantes) viram no Maracanã o jogo entre Vasco e Botafogo . Contando somente pagantes, o recorde era do Castelão, na decisão da Copa do Nordeste (entre Ceará e Bahia): 63.399.

Morumbi recebeu o melhor público de 2015 no Brasil
Morumbi recebeu o melhor público de 2015 no Brasil
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

O número desta quarta-feira foi muito superior ao recorde do Morumbi na temporada. O melhor público tinha sido de 38.772 pessoas, na vitória sobre o Corinthians , pela última rodada da fase de grupos da competição sul-americana, alcançado graças à promoção em que cada torcedor poderia levar gratuitamente um acompanhante, em qualquer setor do estádio.

Com a classificação para o mata-mata, o valor dos ingressos foi reduzido. Em vez de R$ 120, os bilhetes de arquibancadas passaram a ser comercializados por R$ 60 (R$ 40 para sócios torcedores). Além do preço menor, o que também ajudou nas vendas foi a substituição da operadora de bilheteria. Com muitas reclamações a respeito da empresa portuguesa Smartmove, o São Paulo decidiu retomar a parceria com a Total Acesso.

Para o confronto com o Cruzeiro, a carga total colocada à venda foi de 66.648 entradas. Apenas 279 lugares, portanto, ficaram vagos ao longo do triunfo por 1 a 0 sobre o time mineiro. Na próxima quarta-feira, as duas equipes decidem a vaga em Belo Horizonte. Para avançar, o São Paulo depende de um empate.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade