1 evento ao vivo

Em despedida de Marquinhos, Avaí e Figueirense não saem do 0 a 0

17 mar 2019
18h06
atualizado às 18h06
  • separator
  • 0
  • comentários

A Ressacada teve um dia especial neste domingo, com a despedida do experiente meia Marquinhos do futebol, no clássico entre Avaí e Figueirense, pela 13ª rodada do Campeonato Catarinense. Dentro das quatro linhas, os times fizeram uma partida brigada, de tempos distintos, ótimas chances de ambos os lados, mas que terminou com o empate em 0 a 0.

Com o empate, o Figueirense segue na liderança do Estadual, com 24 pontos, três a mais que o Avaí, segundo colocado. Completam a lista dos quatro primeiros a Chapecoense e a sensação da competição, Marcílio Dias. O Criciúma, com a vitória deste domingo, deu mais um passo em busca da classificação, mesmo que ainda distante.

O clássico deste domingo, aliás, teve um gosto especial e de despedida para o Avaí. Isso porque o experiente meia Marquinhos, capitão e camisa 10, fez sua despedida como jogador profissional. Com a partida deste domingo, foram 400 jogos pelo Leão, com 168 vitórias, 103 empates e 128 derrotas. Além disso, o ídolo do clube, que irá assumir um cargo diretivo, foi campeão catarinense em 2009 e é o maior artilheiro da Ressacada, com 61 gols marcados.

O resultado, inclusive, terá pouco tempo para ser digerido pelas equipes, que voltam a campo já na próxima quarta-feira. Novamente na Ressacada, o Avaí terá pela frente Marcílio Dias, enquanto o Figueirense irá medir forças com o Metropolitano no Complexo Bernardo Wolfgang Werner.

O JOGO 

Apesar de ser o clássico dos dois primeiros colocados do Campeonato Catarinense, Avaí e Figueirense começaram a partida com muio ímpeto, mas apresentando muito pouco repertório dentro de campo. Logo aos dois minutos teve a primeira confusão, controlada para um início de jogo com muitos "perde e ganha" no setor de meio-campo e parado com muitas faltas.

Com o passar dos minutos, os times foram mudando o cenário do jogo, e a briga deu lugar a um jogo intenso, mas ainda de poucas chances. O primeiro susto foi apenas aos 14 minutos por parte do Figueirense, após cruzamento de William Popp que por pouco não surpreendeu o goleiro Vladimir, ex-Santos. Depois, aos 20, Popp teve outra chance, dessa vez clara, aproveitando a sobra. O atacante, porém, bateu para fora.

As duas chances do Figueirense ascenderam os donos da casa. Aos 23 minutos, Marquinhos encontrou ótimo passe entre as linhas para Alex Silva, que rolou para João Paulo na entrada da área. O camisa 19 armou o chute, mas furou e ela tocou na própria mão. No fim, a jogada acabou paralisada pela arbitragem. Depois, em nova boa jogada, Marquinhos bateu falta, Denis espalmou e o rebote sobrou com Pedro Castro, que errou o chute.

Na reta final do primeiro tempo ainda deu para o Figueirense, melhor na primeira etapa, por pouco não abrir o marcador. Após boa trama ofensiva, Alípio cruzou rasteiro para João Diogo, mas Betão apareceu de forma providencial para travar a jogada e evitar o que seria a abertura do placar a favor dos visitantes.

Depois de uma bonita homenagem no intervalo, Marquinhos findou sua carreira como atleta profissional atuando nos primeiros 45 minutos, passando a faixa de capitão para Betão na volta para o gramado. E na segunda etapa, foi justamente o Avaí quem começou melhor, tomando conta do meio-campo, mas criando muito pouco no setor ofensivo para tirar o empate do placar.

Aos 14 minutos, enfim, os torcedores da casa soltaram o grito de gol. Porém, por pouco tempo. Após cobrança de escanteio de André Moritz, Pedro Castro testou desviando, e Matheus Barbosa completou para as redes. O auxiliar, entretanto, assinalou impedimento do meio-campista e anulou o tento.

Ainda assim, o Avaí manteve sua postura agressiva em busca da abertura do placar e criou mais duas boas chances, uma delas interceptada pela trave e a outra pelo goleiro Denis. Aos 26 minutos, Daniel Amorim recebeu cruzamento, mas a bola sobrou com Pereira, que desviou a bola no poste. Depois, aos 29, Getúlio completou o lançamento em profundidade, defendido com os pés por Denis.

Na reta final, o Avaí ainda esboçou uma pressão jogando dentro de seus domínios, mas ficou no quase. Daniel Amorim foi quem chegou mais próximo de marcar, mas seu cabeceio saiu pela linha de fundo. Com o resultado, o Figueira segue na liderança da competição, com o Avaí logo em seguida.

Criciúma vence o Tubarão e se aproxima da zona de classificação

O Criciúma segue em franca recuperação no Catarinense. Neste domingo, jogando no Estádio Domingo Silveira Gonzales, o Tigre venceu o Tubarão por 1 a 0 e chegou aos 17 pontos na competição, ficando a três do Marcílio Dias, quarto colocado e primeiro na zona de classificação. O gol foi marcado por Daniel Costa em cobrança de pênalti no início da segunda etapa.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade