PUBLICIDADE
Logo do

Fluminense

Favoritar Time

Martine Grael e Kahena Kunze renovam patrocínio e projetam temporada: 'O recomeço é muito bom'

Dupla de 49er FX renovou patrocínio com a Energisa, nesta segunda, no Iate Clube do Rio de Janeiro; Atletas celebraram a extensão do vínculo e projetaram temporada

17 jan 2022 20h34
ver comentários
Publicidade

Tranquilidade para competir. Aos 30 anos, esse é o desejo de Martine Grael e Kahena Kunze, campeãs olímpicas da Vela na modalidade 49er FX. Após fazer história nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021, a dupla conquistou a medalha de bronze no Mundial em novembro e, nesta segunda, renovaram o patrocínio com a Energisa, no Iate Clube do Rio de Janeiro. No evento, as atletas contaram ao LANCE! como a extensão do vínculo é importante para a continuidade da preparação para o próximo ciclo olímpico.

Grael e Kunze ganharam a medalha de ouro na Rio 2016 e Tóquio 2020 (Clive Mason/Getty Images)
Grael e Kunze ganharam a medalha de ouro na Rio 2016 e Tóquio 2020 (Clive Mason/Getty Images)
Foto: Lance!

- Nosso esporte é bem complexo. Tem o barco, a logística, as viagens... É um esporte que, hoje, é bastante caro em termos de competição a nível olímpico. A gente tem muita coisa por trás de só uma campanha. Com o patrocínio da Energisa, tudo fica mais fácil e a gente fica mais aliviada. Assim, conseguimos contratar os profissionais para estarem com a gente, além de equipamentos. Logisticamente, na viagem, também fica mais confortável. A gente consegue só focar no treino - disse Kahena.

Kahena ainda aproveitou para destacar a importância do incentivo não apenas para os treinos da temporada, mas também em relação à estabilidade financeira dos atletas olímpicos, que por vezes perdem patrocínios. Como a própria atleta relembrou, nem medalhistas estão imunes à incerteza.

- A maioria dos atletas pensam em como vai ser o dia de amanhã, porque podemos nos lesionar e perder tudo. Então (a renovação do patrocínio) é um conforto e uma segurança muito forte para o atleta. Estamos felizes com essa parceria. Depois dos Jogos Olímpicos, vários patrocinadores saíram, logo, a renovação traz felicidade.

Após as conquistas em Tóquio e em Omã, no Mundial de 2021, a dupla já virou a chave para 2022 e mira nos primeiros campeonatos do ano. Martine Grael revelou que, em março, a dupla viaja para a Espanha a fim de começar a preparação para o Princesa Sofia, campeonato tradicional da Vela.

- A gente tem uma temporada bem estruturada, principalmente neste começo (de ano). Temos um campeonato-treino agora em fevereiro, e em março já vamos para treinar na Espanha. Será a prévia do próximo campeonato, que acontece no dia 1 de abril e vai até dia 6. Acho que esse começo de ano, bem acelerado, já está dizendo que as coisas estão voltando ao normal. No ciclo passado, praticamente depois da pandemia, a gente fechou (a temporada) sem nenhum campeonato oficial. Teve um ali, outro aqui, mas foi muito pouco. Essa temporada parece que ainda está de pé. Esperamos que não tenham tantas alterações, como a gente viu no ano passado - contou Martine.

Nas próximas Olímpiadas, as atletas terão de lidar com mais um desafio: a troca de equipamento. Para o evento, a World Sailing, entidade internacional que organiza a modalidade, definiu que um novo material será utilizado como padrão. Mesmo com a mudança, Martine acredita que será uma boa fase para a equipe.

- O começo sempre promete muito. A gente teve uma troca de equipamento que está deixando a gente bem animada, vai ter muita coisa para trabalhar em cima. O recomeço é sempre muito bom.

*Estagiária sob a supervisão de Cayo Pereira

Lance!
Publicidade
Publicidade