PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul
Logo do Flamengo

Flamengo

Favoritar Time

Sobreviventes e pais de vítimas da tragédia do Ninho do Urubu vão ao TJ-RJ

Segunda audiência na esfera criminal referente à tragédia no Ninho do Urubu aconteceu nesta sexta (19) no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

19 abr 2024 - 23h40
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Divulgação - Legenda: Tragédia no Ninho do Urubu completou cinco anos em fevereiro deste ano / Jogada10

O Tribunal de Justiça do Rio conduziu a segunda audiência referente à tragédia do Ninho Urubu na esfera criminal na sexta-feira (19). A investigação do tribunal está centrada em incêndio culposo, onde não há intenção de matar. Testemunhas de acusação foram ouvidas, incluindo sobreviventes e os pais de Christian Esmério, uma das vítimas.

Cristiano Esmério, pai do ex-goleiro, expressou sua surpresa com o chamado para a audiência: "Uma surpresa boa. Pelo menos está tendo algum movimento. Mas a gente vai ficar feliz se houver culpados".

Andreia de Oliveira, mãe de Christian, mencionou que estar presente na audiência traz um pouco de esperança.

Em fevereiro, a Justiça condenou o Flamengo a indenizar a família de Christian Esmério em um processo civil. Os pais do jovem eram os únicos sem acordo com o clube. A decisão é do juiz André Aiex Baptista Martins, da 33ª Vara Cível do Rio de Janeiro, em primeira instância e pode ser objeto de recurso.

Eduardo Bandeira de Mello comparece ao TJ-RJ

Durante a audiência da sexta-feira (19), em suma, as testemunhas participaram de interrogatório sobre as instalações do CT do Ninho do Urubu. Dois peritos da Polícia Civil sofreram intimação. Contudo, os advogados de defesa argumentaram que a convocação foi de última hora, resultando no adiamento da oitiva do juiz.

Os réus por incêndio culposo qualificado pelos resultados de morte e lesão grave são o ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello; Marcelo Sá, engenheiro do Flamengo; Márcio Garotti, ex-diretor financeiro do Flamengo; Claudia Pereira Rodrigues, Weslley Gimenes, Danilo da Silva Duarte e Fabio Hilário da Silva, da NHJ (empresa que forneceu os contêineres); e Edson Colman da Silva, técnico em refrigeração.

Mesmo sem convocação, Eduardo Bandeira de Mello, ex-presidente do Flamengo, esteve presente no TJ-RJ. Ele assistiu a toda a audiência, mas optou por não falar com a imprensa ao final da sessão.

Os Garotos do Ninho que perderam a vida no incêndio são Athila Paixão, Arthur Vinícius de Barros Silva Freitas, Bernardo Pisetta, Christian Esmério, Gedson Santos, Jorge Eduardo Santos, Pablo Henrique da Silva Matos, Rykelmo de Souza Vianna, Samuel Thomas Rosa e Vitor Isaías.

Outros réus no processo, por fim, são o ex-diretor do Flamengo, Antonio Marcio Mongelli e Garotti, e quatro representantes da Empresa Novo Horizonte Jacarepaguá importação e exportação (NHJ): Claudia Pereira Rodrigues, Fábio Hilario da Silva, Danilo da Silva Duarte e Weslley Gimenes. Edson Colman da Silva, sócio da Colman Refrigeração, também sofreu denúncia por realizar a manutenção nos aparelhos de ar condicionado dos módulos.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Publicidade