PUBLICIDADE

Como foi a agitada corrida sprint da F1 em Interlagos - Max à parte

Confira no detalhe como foi a corrida sprint realizada nesse sábado, no autódromo de Interlagos

4 nov 2023 - 16h36
(atualizado às 16h38)
Compartilhar
Exibir comentários
A largada da sprint em Interlagos
A largada da sprint em Interlagos
Foto: F1 / Divulgação

Com disputas do começo ao fim, a corrida sprint da Fórmula 1 em Interlagos foi bastante agitada. Para quase todos: Max Verstappen escapou de qualquer confusão ao controlar o ritmo na liderança e vencer com tranquilidade. A vitória foi construída já na largada, quando o holandês partiu bem e mergulhou pelo lado de dentro do pole Lando Norris.

De Norris para trás, muitas mudanças. O próprio Norris, Perez, Russell, Hamilton, Leclerc, Tsunoda, Sainz, Ricciardo, Piastri, Alonso, Stroll e Gasly protagonizaram vários momentos de ação muito interessantes.

Confira no detalhe como foi a corrida sprint realizada nesse sábado, no autódromo de Interlagos:

Verstappen tomou a ponta logo na largada, freando por dentro no S do Senna e não dando margem a um contra golpe do inglês. Russell, vindo de 4º, pulou para 2º ainda na primeira volta, superando Perez e Norris. Piastri espalhou na Descida do Lago e foi para a área de escape, mas conseguiu voltar à pista mantendo o 10º lugar.

Na segunda volta, Hamilton passou Perez e subiu para 3º.  Duas voltas depois, o mexicano deu o troco na Reta dos Boxes. Hamilton tentou retomar a posição na Reta Oposta, mas Perez se defendeu bem e deixou o britânico como alvo para Leclerc. Hamilton prevaleceu e segurou op 4º posto.

Na abertura da volta 5, Norris passou Russell e recuperou o 2º lugar. Alonso avançou sobre Magnussen e chegou ao 12º lugar, recuperando o terreno perdido na batida da classificação. O outro envolvido no incidente também ganhava terreno: Ocon passava Hulkenberg para ser 14º. Os pilotos da Haas eram os únicos de pneus médios (além de Sargeant), contra macios dos demais.

Perez passou Russell por fora na abertura da volta 8, mas o piloto da Mercedes abriu o DRS na Reta Oposta e deu o troco, também por fora. Duas voltas depois, Perez partiu para o ataque mais uma vez e conseguiu manter a posição. O mexicano se firmava no 3º lugar.

Briga bonita entre Sainz e Ricciardo na volta 12. O australiano fez bela manobra no S do Senna, mas perdeu tração no começo da descida da Reta Oposta e foi superado pelo espanhol. O mesmo roteiro aconteceu duas voltas depois. Dessa vez, Ricciardo perdeu a posição não apenas para Sainz, mas também para Piastri, que se aproveitou da disputa e fez bela manobra no Pinheirinho.

Logo atrás, o bolo fez com que Gasly e Alonso chegassem à disputa. Os dois fizeram meia volta lado a lado, com o espanhol da Aston Martin levando a melhor. Linda manobra, que lhe rendeu o 11º posto.

Verstappen mantinha a liderança, controlando a vantagem de 1s5 para que Norris não pudesse usar o DRS. Perez vinha mais de 8 segundos atrás da dupla e com boa margem para as Mercedes de Russell e Hamilton. Leclerc, Tsunoda, Sainz e Piastri fechavam os 8 pontuadores.

Na volta 18, Stroll superava Gasly para ser 12º.

No começo da volta 21, Leclerc atacou e passou Hamilton na freada do S do Senna. Hamilton escorregou e quase perdeu a 6ª posição para Tsunoda. Na volta seguinte, o japonês veio com mais ação e não tomou conhecimento do heptacampeão mundial. A outra AlphaTauri também subia na tabela, ao Ricciardo superar Piastri.

Alonso quis se aproveitar e colou em Piastri. O veterano deu o bote no começo da última volta, mas o novato segurou bem e manteve sua posição.

Apertando o ritmo nas voltas finais, Verstappen cruzou a linha com mais de 4 segundos sobre Norris. Depois dele, vieram Perez, Russell, Leclerc, Tsunoda, Hamilton e Sainz, o 8º e último a pontuar, apenas 0s197 à frente de Ricciardo.

Parabólica
Compartilhar
Publicidade
Publicidade